artistas

Naiá canta Caetano! Confira o bate-papo e conheça mais sobre o projeto

16 de julho de 2019, 12h04, por Amanda Ramalho
Facebook Oficial Naiá

Uma nova Naiá surge no mercado musical! Com um projeto eletrônico/ orgânico, a cantora se recria através das canções de outro grande artista: Caetano Veloso.

A artista emprega sua personalidade e identidade em seu mais recente trabalho, "Caetane-se". Em "Odara", "Tigresa" e "Não Enche", canções que já foram reveladas para amenizar a curiosidade dos fãs, Naiá mostra que está pronta para fluir através da música.

KBOING: Com quantos anos você se interessou pela música?
NAIÁ:
Comecei a ter interesse pela música, desde criança, como qualquer criança que adora música, eu adorava o Michael Jackson. Eu era muito fã do Michael Jackson. Então eu comecei brincando, imitando e foi assim que comecei meu interesse pela música.

KBOING: Quando e como surgiu a ideia do seu projeto para criar as versões dos grandes hits de Caetano Veloso. E por qual motivo escolheu cantar Caetano?
NAIÁ:
A ideia surgiu quando a gente percebeu que já tínhamos músicas dele. No show passado a gente tinha "Tigresa" e "Odara" e aquilo estava fluindo muito naturalmente, muito gostoso.

A gente chegou com a banda e conversou: 'vamos Caetanear, vamos assumir que a gente tá caetaneando? E vamos fazer um EP, completo, das músicas do Caetano com essa nossa roupagem'. Além disso, a música "Odara" foi a primeira música que eu comecei a estudar a minha identidade musical, desse projeto Naiá que é um projeto eletrônico/ orgânico.

Site Oficial

KBOING: Como foi a escolha do repertório?
NAIÁ:
A escolha do repertório foi muito difícil, porque o Caetano tem muitas músicas, acho que uns 42 álbuns, e é muito grande, muito rica a obra dele.

Mas fui escolhendo as músicas de acordo com o que elas falam. Porque o Caetano canta por nós e para nós, através de nós. Então as letras que tem mais a ver com a minha personalidade com meu momento, com o que estou vivendo hoje.

KBOING: Em relação as regravações de outros artistas, como surgiram as transformações para a nova roupagem?
NAIÁ:
Comecei tudo com a música "Odara", há 4 anos e pouco. Lá eu entendi o que vinha dessa Naiá de hoje. Que é a Naiá eletrônica e orgânica.

Como eu escolhi "Odara", eu também quis tentar essa mistura da Naiá com outros compositores. Então a música "Ideologia", do Cazuza, ficou maravilhosa também, pra mim né (risos)... eu adorei a letra, é muito atual e o arranjo ficou também super legal.

KBOING: Quais os projetos para os próximos meses?
NAIÁ:
Para os próximos meses a gente tem lançamento do nosso clipe "Terra". Tem alguns lançamentos de algumas gravações de estúdios de outras músicas completando o EP do "Caetane-se" e a gente tem o show de lançamento do "Caetane-se" no próximo semestre e muitas outras coisas. Acompanha lá nas nossas redes sociais: Instagram Naiá Oficial e Facebook.

Acompanhe que eu acho que vocês vão gostar. Tá muito bom!

KBOING: Deixe um recado para o pessoal que curte o seu trabalho.
NAIÁ:
Galera que tá curtindo o trabalho, eu agradeço muito os elogios e também estou acompanhando com vocês. Tudo que estão dizendo, eu respondo, converso com vocês e continuem acompanhando porque o show ao vivo com vocês vai ser muito mais legal.

Ah, acompanhe lá: Naiá oficial, YouTube Naiá Oficial, Facebook Naiá e Caetane-se! Bóra Caetanear todo mundo junto! Conto com vocês! Vamos curtir esse som! Bjo, bjo!

Comentários