Gusttavo Lima é indiciado pela Polícia Civil de Goiás

28 de fevereiro de 2018, 12h30, por Alexandre Murari
Divulgação

O sertanejo Gusttavo Lima foi indiciado por crime ambiental pela Polícia Civil de Goiás. De acordo com G1, a ação da polícia se deu após o músico, sem licença governamental, aumentar a represa de sua fazenda em Bela Vista de Góias, na região metropolitana de Goiânia.

→ Barbra Streisand conta que fez dois clones de seu cão de estimação

→ Em Rio Preto, Alcione celebra os 45 anos de carreira

O delegado Luziano de Carvalho, da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente, o projeto estava sendo realizado sem a devida autorização da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima).

→ Spice Girls vão ao casamento de príncipe Harry e Megan

"O Batalhão Ambiental foi ao local por duas vezes, uma no fim de 2017 e outra já neste ano, e, em ambas, encontrou máquinas trabalhando no local. Foram feitas duas ocorrências e, apesar de terem um protocolo com o pedido da licença, o documento não havia sido expedido", disse Luziano. O delegado argumentou, ainda, que a ampliação pode ter sido motivada para lazer, considerando que não há criação de gado na fazenda.

Comentários