Músicas - Escolha Seu Artista

Caetano lamenta prisão de Lula: "me sinto mal"

10 de abril de 2018, 12h00, por Alexandre Murari
Divulgação

Dois dias após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se entregar para a Polícia Federal para cumprir sentença por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em consequência das investigações da Operação Lava Jato, nesta segunda-feira, 09, o cantor Caetano Veloso foi às redes sociais e comentou sobre o caso.

→ Goo Goo Dolls sai em turnê para celebrar o álbum 'Dizzy up the girl'

→ Despacito sai do ar após ataque de grupo hacker

O cantor e compositor baiano publicou um extenso texto no Facebook, como legenda para uma série de fotos antigas - como a de Evandro Teixeira, registrada em 1968, durante a Passeata dos Cem Mil, em que aparece ao lado de Edu Lobo e Othon Bastos."Ouvi foguetes no Leblon. Eu me sinto mal se penso que soltam foguetes porque um homem foi preso. Talvez porque eu já tenha sido preso."

O músico também aproveitou para esclarecer que ficar feliz com a prisão de alguém não é o correto. "Não fico feliz nem de ver Eduardo Cunha preso. E olha que ele está a milhões de anos luz de ter sido o presidente do país que saiu do segundo mandato com 80% de aprovação, retirou milhões da miséria e botou o Brasil na capa da bíblia liberal da imprensa anglófona."

O baiano ressaltou detestar "polarização", mas opinou que "os soltadores de foguete de hoje quase me põem a alma numa dessas bolhas mesquinhas. Recuso-me." Caetano crava: "Respiro fundo, espero o tempo andar, presto atenção em Boulos, na adorável Manuela, no anúncio da divina Marina e na chegada de Joaquim Barbosa. Assim vou me preparando para, com mais firmeza, votar em CIRO GOMES, como uma homenagem a Lula, ao FHC do real, aos esforços para engrandecer o Brasil. #CaetanoVeloso".

Comentários