artistas

As canções de sucesso de Angela Maria

01 de outubro de 2018, 14h27, por Amanda Ramalho
Reprodução

Conhecida por dar vozes as emoções dos brasileiros, no último final de semana a música brasileira sofreu com o falecimento de uma grande artista: Angela Maria.

Expoente da era do rádio e considerada uma das melhores vozes do país, a cantora faleceu no último sábado devido a uma infecção generalizada.

Natural de Macaé, interior fluminense, Abelim Maria da Cunha, nasceu em 13 de maio de 1929. De família simples, Ângela começou a cantar ainda pequena no coral da igreja Batista, local que frequentava próximo a sua casa.

Na juventude trabalhou em uma fábrica de lâmpadas e também foi operária tecelã. Mas no fundo, a música ainda despertava um interesse maior.

Aos poucos, foi se apaixonando por ritmos e melodias, foi entendendo que cantar era mais do que dar vida a letras. Cantar seria sua eterna profissão, seu ganha pão, seu destino.

Mesmo indo contra os ideais do pai – religioso fervoroso e que não apoiava sua decisão – Angela partiu em busca dos seus sonhos.

As paixões de Angela Maria
Sempre muito apaixonada, Angela teve diversos namorados e foi casada 6 vezes. Aos 50 anos, em 1979, se apaixonou por um rapaz mais novo (na época com 18 anos) e viu sua vida mudar radicalmente.

Daniel D'Angelo largou da noiva e viveu intensamente ao lado de Angela. A ajudou a recuperar-se de vários golpes profissionais e financeiros, encontrou boas parcerias e excelentes trabalhos.

Carreira de Angela Maria
Ao longo dos anos encontrou com diversos empresários golpistas. Ganhava dinheiro, mas não o suficiente para pagar as contas. Roubos de pessoas que deveriam ajudar eram diários e para complementar a renda cantava em boates e fazia faxinas.

Anos mais tarde conheceu um grande amigo, alguém que mudaria sua vida: Cauby Peixoto.

Em 1947, vagava de rádio em rádio sempre pronta para se inscrever em concursos. Um dia a sorte bateu a sua porta e começou a apresentar um programa de calouros, o "Pescando Estrelas".

Para que ninguém a reconhecesse, passou a usar o nome Angela Maria. Assim poderia sair de casa, sem que ninguém a proibisse.

O tempo passou e após muitas brigas, em 1951, gravou seu primeiro disco, pela RCA Victor. Entre os destaques daquele álbum estavam "Quando Alguém Vai Embora" e "Sou Feliz".

Ao lado de Maysa, Dolores Duran e Nora Ney, nossa artista consagrou-se como uma das grandes intérpretes do gênero samba-canção.

Um concurso popular realizado em 1954 elegeu Angela a "rainha do rádio" e para intensificar ainda mais o momento foi convidada para participar do filme "Rua Sem Sol".

Nomes como Aracy de Almeida, Dalva de Oliveira, Emilinha Borba e Marlene, eram as artistas em quem Angela se inspirava para cantar.

Com diversos álbuns e LPs gravados, Angela deixou registrado na música brasileira grandes canções: "Não Tenho Você", "Babalu", "Cinderela", "Moça Bonita", "Vá, mas Volte", "Garota Solitária", "Falhaste Coração", "Canto Paraguaio", A Noite e a Despedida", entre outros.

A morte de Angela comoveu todo o Brasil e diversos artistas expressaram esse momento de dor.

Relembre a seguir uma PLAYLIST com as músicas mais ouvidas de Angela.

Fique por dentro de todas as notícias que rolam por aqui! Curta a nossa página no Facebook!

Comentários