Entrevista: Luka

08 de setembro de 2010, 16h25, por Da redação, por Tatiana Pires

Com três discos lançados, a cantora e compositora Luka, planeja a produção de um novo trabalho: seu primeiro DVD. O projeto deve ser gravado ao vivo ainda este ano e chegará as lojas no início de 2011. A artista gaucha, radicada no Rio de Janeiro (RJ) revelou, em entrevista exclusiva ao Kboing, que fará uma promoção em seu novo site para que os fãs escolham em qual cidade será gravado o DVD.

Ouvir Luka  
Letras de Luka
  
Mensagem de Luka 

A discografia de Luka conta com seu álbum de estreia “Porta Aberta”, de 2003, depois veio “Sem Resposta”, lançado em 2006 e recentemente saiu “O Próximo Trem”, de 2009, que mostra uma nova musicalidade de Luka, pois diferente dos outros discos, este não traz ritmos dançantes, mas aposta num som mais intimista.

A intérprete de “Tô Nem Aí” anunciou que seu próximo single será “Loves Free”. Prevista para ser lançado oficialmente no início do ano que vem, a nova música de trabalho aborda o amor sem preconceitos.

Acompanhe a seguir a entrevista com a cantora Luka:

Kboing – Você lançou o seu último trabalho em 2009, como foi essa produção?
Luka –
Esse disco chama “Último Trem”. É um disco muito livre...eu quis gravar várias músicas que eu já tinha, que eram bem canções, canções assim gostosas de se ouvir, mas não para dançar. Esse é um disco que não é dançante, ele veio mesmo com uma proposta diferente: muito bom pra se ouvir no carro, quando se estiver viajando, por exemplo.
Fizemos questão de gravar esse disco totalmente ao vivo como se gravava antigamente, quando não havia recursos tecnológicos tudo era gravado em rolo. Ao vivo significa o que? Hoje em dia se grava tudo separadinho: a bateria, depois o baixo, etc, até acertar né... a guitarra, tudo é gravado um por cima do outro e pega o melhor take de cada um...e a gente fez ao contrário, a gente fez tocando ao vivo várias vezes e pegamos o take que achamos que ficou melhor, então não tem edição, não tem recortes, não tem afinação, não tem nada.

Kboing – E por que você teve essa ideia e resolveu deixar de lado toda a tecnologia disponível?
Luka –
Eu quis que ficasse o mais verdadeiro possível e que ficasse com a energia do ao vivo.

Kboing – Quais são seus próximos projetos?
Luka –
Eu vou lançar um DVD ao vivo em 2011. A gente está começando esse trabaho agora, ele vai trazer os sucessos do primeiro disco que são “Tô Nem Aí”, “Porta Aberta”, “Difícil pra Você” e vai ter também os sucessos do segundo. Vamos reunir tudo que já foi tocado e algumas surpresas, entre elas vamos lançar uma promoção no site para decidirmos em qual cidade iremos gravar, será como um concurso, a mais votada será lá o DVD.

Kboing – O seu site está em manutenção...tem previsão de quando sua página estará no ar?
Luka –
Sim, ele estará no ar em uma semana. Vai entrar tudo novo, cara nova!

Kboing – Luka, a maioria dos artistas lança mão das redes sociais para estreitar o contato com os fãs? Você tem blog, twitter, myspace? O que acha dessa interação?
Luka –
Ah eu uso muito. Eu tenho Twitter, que eu deixo o tempo inteiro aberto, é quase um diário que eu vou escrevendo durante o dia e os fãs acompanham bastante...tenho também Orkut, Facebook...é luka_acauan, só luka não sou eu é fake.

Kboing – Quais são suas influências musicais?
Luka –
Olha eu sou do Sul, sou gaucha né...e eu ouvi muito música latino-americana desde pequena, então eu tenho essa veia muito forte, Mercedes Sossa, músicas em espanhol de uma maneira geral eu gosto muito de ouvir...gosto muito de pop rock, que é o trabalho que eu faço, Alanis [Morissete], Sheryl Crow, The Cranberries,...tudo isso também faz parte da minha escola musical. Mas a minha grande maestrina é uma pessoa que eu escuto não só para me inspirar, mas também para aprender, que eu acho que é a artista mais completa que eu já vi na minha vida é a Elis Regina, ela é uma escola de música.

Kboing – Quem foi o maior incentivador da sua carreira?
Luka –
Foram meus pais. É uma coisa até mais rara de se acontecer porque na minha época não tinha essa coisa que tem hoje que todos os pais querem que seus fihos sejam artistas ou jogadores de futebol porque sabem que dá dinheiro, mas antes não, não tinha essa coisa dos pais incentivarem. Meus pais foram muito a frente do tempo deles porque eles perceberam que era uma coisa que eu realmente queria...era uma coisa muito, como se diz...muito verdadeira em mim, muito legitima e eles sempre incentivaram. Eu comecei a tocar violão com sete anos, tive que esperar até, minha vontade era tocar antes, mas eu não era alfabetizada ainda e não tinha como aprender, não tinha como ler as cifras...

Kboing – Na sua família tem pessoas relacionadas ao mundo da música?
Luka –
A minha mãe canta, ela canta em coral, meu pai também, sempre tocou violão. Eu toco violão, guitarra, bateria e agora vou ver se estudo baixo. Não posso falar que eu toco piano, porque o piano eu arranho.

Kboing – Qual o balanço que você faz da sua trajetória musical?
Luka –
Eu não gosto de ver muito como carreira...carreira é uma palavra muito séria. Quem trabalha com música, quem tem essa ligação com a música é por dom, por vocação, não é uma vida fácil...eu tenho uma filha de cinco aninhos, eu sofro muito de saudade dela, em função de viajar, tem bastante tempo que eu não passo um fim-de-semana com a minha filha, isso dói, isso é difícil. Não é uma vida fácil como as pessoas imaginam, esse glamour todo, você passa frio, passa calor, o pneu da van fura no meio da estrada, enfim tem milhares de situações que não são tão glamourosas...mas assim, eu estou com 31 anos, tenho três CDs gravados, estou no comecinho em termos de carreira, estou trilhando a minha estrada muito tranquilamente, fazendo o meu som e não tenho maiores preocupações com isso.

Kboing – Se não fosse cantora o que seria?
Luka –
Eu gosto muito de escrever, eu sou formada em Letras. Fiz faculdade de Letras em Português e Literatura. Acho que eu seria uma cronista, escreveria crônica para algum jornal ou alguma coisa assim.

Kboing – Qual seu maior sonho?
Luka –
Ah eu já realizei tantas coisa na minha vida...

Kboing – E você poderia citar os momentos mais marcantes...
Luka –
Acho que foi quando eu cantei na Alemanha...cantei “Tô Nem Aí”, em português e vi os alemães cantando (risos) tentando cantar em português. Esse foi um momento muito marcante porque eu fui pra lá sabendo que “Tô Nem Aí” estava tocando e tal, mas eu não tinha noção da proporção que a coisa estava. Quando eu fui pra Europa, cantando em português, representando o Brasil, aquilo foi muito grandioso pra mim. Foi uma coisa que eu não tinha sonhado tão alto. Claro que um dia eu queria fazer sucesso e tal, mas eu pensava em termos de Brasil, nunca fui tão ousada assim...fiz shows no Japão, na África, eu rodei o mundo inteiro com o “Tô Nem Aí”, foi realmente gratificante, foi um momento maravilhoso da minha vida, principalmente porque eu já estava grávida, foi tudo acontecendo ao mesmo tempo. Então eu acho assim: eu não sou contra sonhar, acho que a gente tem que sonhar. Eu sonhei não tão alto, cheguei até mais alto do que eu tinha sonhado. Mas, às vezes a gente fica sonhando muito e não realiza as coisas. Hoje em dia eu sou mais realista no sentido de vou vivendo, as coisas vão acontecendo. A gente planeja tanto, tem gente que planeja, vou me casar, vou isso, aquilo...e a vida dá um monte de voltas e acontecem outras coisas, ela prega umas peças na gente, que eu acho que não adianta a gente se programar muito. Sou mais “deixa a vida me levar”.

Kboing – “Tô nem ai”, com certeza marcou sua carreira. Em todas rádios, programas de TV, só dava a Luka. Você já tem alguma ideia para a próxima música de trabalho que pode fazer tanto sucesso como “Tô nem ai”?
Luka –
Já está criado e estará no próximo projeto. Até março estarei lançando, ou até antes. Essa música fala que o amor é livre, sobre o preconceito de amar, tanto para homossexuais ou casais com grandes diferenças de idade...

Kboing – Deixe uma mensagem para seus fãs que acessam o Kboing.
Luka –
Alô galera, eu sou a Luka e eu estou aqui no Kboing. O meu recado para vocês é “Loves Free” é a minha nova música, e essa música fala justamente sobre a liberdade do amor. Então é isso, sejam livres, amem muito e vivam a vida intensamente porque a vida é um sopro, ela passa muito rápido. Grande beijo, fiquem com Deus e acessem www.luka.com.br . Beijão!

Comentários