Veja todas as fotos de Dan Lellis

Madruga (feat. Jhef)

Dan Lellis

ouvir : conectando
aleatório
repetir
sem intro
Para adicionar mais músicas, clique em adicionar meu canal e depois em "Adicionar ao player"
  • tradução da letratradução letra
  • imprimir letraimprimir letra
  • corrigir
  • corrigir a letra
  • não está conseguindo ouvir a música, clique aqui!ajuda
Já conformei com o tanto que eu te amo
E mais um dia sem você reclamo
Tô no posto com as bebida, tô ligado com as perita
Só os trutas
Altas fita

Eu tô falando é da madruga, sem ela eu não posso viver
A falta de beber machuca
Deixa essas dona enlouquecer
Eu tô falando é da madruga, sem ela eu não posso viver
Eu só trabalho na segunda
Manda deixar o gravão tremer

Às vezes me pergunto, o que será que você tem?
Milhões de atrativos não se comparam a ninguém
Facilidade, eu tenho de te encontrar
Fatalidade, de não te aproveitar

Degustar desse convite, causador de calafrios
Sente o ritmo do beat, nesse coração vazio
Destruindo cada passo que possa trazer de volta
Amor antigo atualmente eu não tô de vacilo
Agora a noite, não tem mais Cinderela
Eu sou mais um soldado nessa terra
E pra quem tanto insinuou que o Lellis estava apaixonado
Não sabe que um bom malandro passa a semana virado

Eu tô falando é da madruga, sem ela eu não posso viver
A falta de beber machuca
Deixa essas donas enlouquecer
Eu tô falando é da madruga, sem ela eu não posso viver
Eu só trabalho na segunda
Manda deixar o gravão tremer

Essa fumaça é o pessoal do Narguilé
Várias gatinhas do Badoo e do Tinder
O nosso frevo é muito louco, pode crê
Pros invejinhas sem coragem de fazer
Chega, chega liga as nega e vem
Com os Ganjaman
No open bar de mato, e cerva, destilado tem também
Desse lado nos tá zen, papo pra trocar nós tem
Mundo é sujo e não convém
Corromper pelo vintém

Para os meus eu quero o bem, Subaru e Mercedes benz
Sempre vou fechar com o bem
Shalom Aleichem
Não vivo de aparência, odeio passar vontade
Degusta desse absinto, comigo na hidromassagem
Tem hora de dar mensagem ?
Agora, tô pra bagunça
Carente de sacanagem, e das donas já tá em punga
Curti o som nós truvando, curtição passa um pano
Sensação do profano, ò o sorrisão do meu mano

Tô ligado e já sei como é após
Essas donas nunca vão se esquecer de nós

Eu tô falando é da madruga, sem ela eu não posso viver
A falta de beber machuca
Deixa essas donas enlouquecer
Eu tô falando é da madruga, sem ela eu não posso viver
Eu só trabalho na segunda
Manda deixar o gravão tremer

álbum

Gravadora: ZSS
Ano:
Faixa: 1




Facebook Google Plus

Denunciar conteúdo inapropriado

Aviso Legal - Política de Privacidade

Mais músicas de Dan Lellis

Ver todas as músicas de Dan Lellis

Artistas em destaque

Notificar erro
Selecione abaixo o tipo de erro da música


código incorreto, tente novamente(trocar imagem)
você deve selecionar uma das três opções antes de enviar 
Minha playlist
Colocar texto bem aqui pro caboclo ficar feliz e voltar pra casa
Minha playlist
Crie um nome para sua playlist nova ou substitua as músicas de uma playlist existente
Dê nome para sua playlist
substitua as músicas da playlist
ou
 
Atualizar Video
Você pode contribuir e corrigir o video desta música
Adicione a url correta do vídeo do YouTube
Ex.: https://www.youtube.com/watch?v=EDwb9jOVRtU
ARTISTA:

MÚSICA: