Veja todas as fotos de Pena Branca e Xavantinho
ouvir : conectando
aleatório
repetir
sem intro
Para adicionar mais músicas, clique em adicionar meu canal e depois em "Adicionar ao player"
  • tradução da letratradução letra
  • imprimir letraimprimir letra
  • corrigir
  • corrigir a letra
  • não está conseguindo ouvir a música, clique aqui!ajuda
Dorme o sol à flor do Chico, meio-dia
Tudo esbarra embriagado de seu lume.
Dorme ponte, Pernambuco, Rio, Bahia.
Só vigia um ponto negro: o meu ciúme

O ciúme lançou sua flecha preta,
e se viu ferido justo na garganta.
Que nem alegre, nem triste, nem poeta,
entre Petrolina e Juazeiro canta

Velho Chico vem de Minas,
de onde o oculto do mistério se escondeu.
Sei que o levas todo em ti, não me ensinas
e eu sou só, eu só eu, só eu.

Juazeiro nem te lembras desta tarde.
Petrolina nem chegaste a perceber,
mas, na voz que canta, tudo ainda arde.
Tudo é perda, tudo quer buscar, cadê ?

Tanta gente canta, tanta gente cala,
tantas almas esticadas no curtume.
Sobre toda estrada, sobre toda sala,
paira, monstruosa, a sombra do ciúme.

álbum

Gravadora: Caravelas/ Galeão
Ano:
Faixa: 8




Facebook Google Plus

Denunciar conteúdo inapropriado

Aviso Legal - Política de Privacidade

Mais músicas de Pena Branca e Xavantinho

Ver todas as músicas de Pena Branca e Xavantinho

Artistas relacionados

Notificar erro
Selecione abaixo o tipo de erro da música


código incorreto, tente novamente(trocar imagem)
você deve selecionar uma das três opções antes de enviar 
Minha playlist
Colocar texto bem aqui pro caboclo ficar feliz e voltar pra casa
Minha playlist
Crie um nome para sua playlist nova ou substitua as músicas de uma playlist existente
Dê nome para sua playlist
substitua as músicas da playlist
ou
 
Atualizar Video
Você pode contribuir e corrigir o video desta música
Adicione a url correta do vídeo do YouTube
Ex.: https://www.youtube.com/watch?v=EDwb9jOVRtU
ARTISTA:

MÚSICA: