artistas

Álbum de inéditas de Cazuza está previsto para 2017

19 de setembro de 2016, 15h55, por Alexandre Murari
Divulgação

Está marcado para sair em 2017 o disco de inéditas do ídolo do rock nacional Cazuza.

A informação foi dada por Lucinha Araújo, mãe do artista, em entrevista ao Fantástico neste domingo, 19, na Rede Globo. Vale lembrar que, inicialmente, o projeto sairia no ano passado para lembrar os 25 anos da morte do músico (1958 - 1990).

O álbum trará nomes como Caetano Veloso, Seu Jorge, Nando Reis, e muito mais, que transformaram em canções as letras deixadas pelo líder do Barão Vermelho e guardadas por Lucinha até os dias de hoje.

Rogério Flausino, do Jota Quest, por exemplo, já colocou melodia na letra de "O Amor é Brega", escrita em 1989, e também registrou, ao lado de Wilson Sideral, a canção "Não Reclamo". Já Bebel Gilberto deu vida à letra de "Brazilian Prayer", também criada em 1989.

Quem também contribuiu para o projeto foi o músico Leoni, que já havia trabalhado com Cazuza na canção "Exagerado", em 1985. "Estranha Palavra" e "Tocha Acesa" foram as músicas que ganharam as melodias do dono do sucesso "Garotos".

Comentários