artistas

Velório de Orlandivo será realizado nesta quinta, 09, no RJ

09 de fevereiro de 2017, 11h32, por Alexandre Murari
Divulgação

O cantor e compositor Orlandivo morreu nesta quarta-feira, 08, aos 79 anos, no Rio de Janeiro – RJ.

→ Após dívida ao TCU, mãe de Claudinha sai em defesa da filha

A morte ainda não teve a sua causa divulgada, mas, de acordo com o jornal "O Globo", ele havia passado mal na noite de terça-feira, 07, e foi encontrado morto em casa pela manhã, no dia seguinte. O velório acontece nesta quinta-feira, 09, na capela 3 do Memorial do Carmo, no bairro do Caju, RJ, a partir das 13h.

→ Safadão lança com Marília Mendonça o clipe de "Ninguém É de Ferro"

Considerado um dos maiores nomes do gênero sambalanço, Orlandivo teve algumas das suas composições gravadas por vozes consagradas como Simonal, Cauby Peixoto, Ângela Maria, João Donato, Jorge Ben Jor e Elza Soares. "Vô batê pá tu" e "Bolinha de sabão" são dois dos vários hits emplacados pelo músico.

→ Luan Santana entra em parada da Billboard americana

Também de acordo com a publicação, Orlandivo estava trabalhando em novo álbum, somente com inéditas, que estrearia ainda este ano e chegaria para celebrar os oitenta anos do cantor, que faria aniversário em agosto. O último álbum lançado pelo compositor foi o "Sambflex", de 2006.

Nascido em Itajaí, Santa Catarina, aos nove anos, Orlandivo foi para o Rio de Janeiro com sua família. Começou sua carreira de compositor na década de 1950, mas foi em 1962 que lançou seu primeiro álbum: "A Chave do Sucesso".

Além do meio musical, Orlandivo também contribuiu para televisão e cinema. "Chico Anysio Show", "Balança mas não cai" e "Faça Humor, Não Faça Guerra", na TV, e "Eu transo... Ela transa" e "Como nos Livrar do Saco", de 1973, nos cinemas.

Comentários