músicas: escolha seu artista

Polícia apreende material com 30 músicas inéditas de Renato Russo em investigação

27 de outubro de 2020, 15h29, por Nicole Demartini
Foto: Reprodução

Ontem, segunda-feira (26), policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra Propriedade Imaterial cumpriram uma ação para identificar obras inéditas de Renato Russo que estariam sendo comercializadas ilegalmente por um estúdio carioca.

Os donos dos estúdios pelos quais Renato já passou estão sendo investigados. Um deles está sendo acusado de esconder 30 composições inéditas do cantor.

Tudo começou quando o filho de Renato, Giuliano Manfredini, encontrou um perfil na internet que estava vendendo músicas inéditas das quais ele detém os direitos autorais (em nome do pai). Ao acionar a polícia, iniciou-se uma investigação de nome "Será", nome de um dos sucessos do cantor, que fala sobre abuso e possessividade ("Tire suas mãos de mim, eu não pertenço a você").

A operação policial apreendeu computadores e arquivos de dois estúdios no bairro de Botafogo, na capital carioca. Os materiais serão analisados. Enquanto isso, a internet está fervendo: os fãs, artistas covers, amigos e admiradores em geral comemoram a descoberta de obras inéditas de Renato. 

A morte do cantor

Foto: Reprodução

Renato Russo morreu em 11 de outubro de 1996 com 36 anos, com doença pulmonar obstrutiva crônica, septicemia e infecção urinária, complicações advindas da AIDS. Giuliano, seu filho, tinha apenas 7 anos de idade. Renato deixou um grande legado e desde então homenagens são feitas em sua memória. Sua trajetória foi contada pelo filme Somos Tão Jovens, de Antônio Carlos da Fontoura, com roteiro de Marcos Bernstein e trilha sonora original de Carlos Trilha. O filme, que estreou em 2013, retrata a adolescência de Renato Russo (interpretado por Thiago Mendonça), o início de seu interesse pela música, a vida da banda Aborto Elétrico, sua fase d' O Trovador Solitário e os dois primeiros anos da Legião Urbana - que se tornou o segundo grupo musical brasileiro que mais vendeu discos de catálogo no mundo e integrante do "quarteto sagrado" do rock brasileiro.

Comentários