músicas: escolha seu artista

Estudo comprova maiores danos ao intestino para quem consome junk-food

02 de maio de 2015, 11h15, por Marayná Freitas
DivulgaçãoHarbúrgueres e batatas fritas são um 'veneno' para o estômago

Pesquisadores da Universidade de Pitsburgh, nos EUA, identificaram os riscos das chamadas "junk food" no intestino. Para quem não sabe, "junk food" são aquelas comidas ricas em gordura e com poucos nutrientes, como hambúrgueres e batatas fritas por exemplo.

Para a descoberta, eles fizeram uma troca alimentar entre africanos e americanos, o que comprovou que esse tipo de alimento aumenta os riscos de se contrair um câncer.

Foram submetidos 40 voluntários (americanos e africanos) a um procedimento de troca de dietas que durou duas semanas. Os 20 americanos ingeriram alimentos com baixo teor de gordura, mas ricos em fibras, enquanto os 20 africanos consumiram mais gorduras e poucos nutrientes.

DivulgaçãoJunk-Food: tudo que é 'gostoso', mas prejudicial à saúde

O estudo foi publicado na revista "Nature Comunication" e concluiu que a troca de alimentação foi benéfica para os americanos, que tiveram menos inflamação no intestino, e danos aos africanos, que tiveram impactos negativos severos nas células que revestem o órgão. O interessante é que, mesmo sendo um período breve de exposição às junk foods, a pesquisa detectou o aumento dos riscos à saúde.

"Em apenas duas semanas a mudança de uma dieta ocidentalizada para uma dieta tradicional africana, rica em fibra e com baixa gordura, reduziu os biomarcadores de risco de câncer, indicando que é nunca é tarde para modificar o risco de câncer de cólon", afirmou o pesquisador que coordena o estudo, Stephen O’Keefe.

O objetivo da pesquisa é conscientizar as pessoas de que uma alimentação saudável podem diminuir cerca de um terço dos casos de câncer de intestino.

Fonte: O Globo

Fique por dentro de todas as notícias que rolam por aqui! Curta a nossa página no Facebook!

Comentários