artistas

Amigos de Taylor Hawkins diz que citações de revista foram tiradas de contexto!

18 de maio de 2022, 12h42, por Amanda Ramalho

Em uma recente entrevista a "Rolling Stone" sobre o baterista Taylor Hawkins, os amigos do músico disseram que suas declarações, relacionando a morte com a agenda cheia do Foo Fighters, foram tiradas de contexto.

Taylor Hawkins tinha 50 anos e faleceu no último dia 25 de março.

A publicação trouxe depoimentos de cerca de 20 pessoas, incluindo Matt Cameron, baterista do Pearl Jam, e amigo de Taylor.

"Ele teve uma conversa franca com Dave [Grohl, vocalista] e, sim, ele me disse que 'não podia mais fazer isso' – essas foram suas palavras. Então acho que eles chegaram a um entendimento, mas parece que a agenda da turnê ficou ainda mais louca depois disso", contou Matt.

"[Uma banda como o Foo Fighters] é uma grande máquina [com] muitas pessoas na folha de pagamento. Então você precisa estar realmente ciente do lado comercial quando algo tão grande e tem uma pressão inerente, assim como qualquer negócio. Ele tentou acompanhar isso. Ele apenas fez o que fosse preciso para se manter, e, no final, ele não conseguiu acompanhar", concluiu.

No bate-papo Chad Smith, baterista do Red Hot Chilli Peppers, comentou que ele desmaiou em dezembro do ano passado, durante um voo pelos Estados Unidos.

"Ele apenas falou que estava exausto e desmaiou, e eles tiveram que dar várias injeções nele e outras coisas. Estava desidratado", afirmou o músico.

Bom, a reportagem ganhou uma grande repercussão e tanto Chad quanto Matt disseram que as frases foram tiradas de contexto.

Através de sua conta no Instagram Matt declarou que só cedeu a entrevista por achar que a revista falaria sobre a vida e a obra de Taylor.

"Quando concordei em participar do artigo da Rolling Stone sobre Taylor, presumi que seria uma celebração da vida e da obra dele. Minhas citações foram tiradas de contexto e foram moldadas em uma narrativa que eu nunca quis. Taylor era um amigo querido e um artista de outro nível (...) Lamento sinceramente ter participado desta entrevista e peço desculpas por minha participação ter causado danos àqueles por quem tenho apenas o mais profundo respeito e admiração", escreveu o baterista do Pearl Jam.

Chad também comentou sobre o assunto:

"Taylor era um dos meus melhores amigos e eu faria qualquer coisa por sua família. Fui convidado pela Rolling Stone para compartilhar algumas memórias de nosso tempo juntos, o que eu pensei que seria a homenagem amorosa que ele merecia. Em vez disso, a história que eles escreveram foi sensacionalista e enganosa, e se eu soubesse disso, nunca teria concordado em participar. Peço desculpas à sua família e amigos musicais por qualquer dor que isso possa ter causado. Sinto falta de Taylor todos os dias", escreveu

Fique por dentro de tudo o que acontece no mundo da música. Curta nossa página no Facebook!

Ouvir músicas do Foo Fighters

Comentários