carregando
aleatório
repetir
sem intro
Para adicionar mais músicas, clique em adicionar meu canal e depois em "Adicionar ao player"

Renato Braz

Assum Preto / Retirantes

  • traduzir letra
  • imprimir letra
  • corrigir
  • ajuda


Tudo em vorta é só beleza
Sol de abril e a mata em flôr
Mas assum preto, cego dos óio
Num vendo a luz, ai, canta de dor (2x)

Tarvez por ignorância
Ou mardade das pió
Furaram os óio do assum preto
Pra ele assim, ai, cantar mió (2x)

Assum preto verve sorto
Mas num pode avoar
Mil vez a sina de uma gaiola
Desde que o céu, ai, pudesse oiá (2x)

Assum preto, o meu cantar
É tão triste como o teu,
Também roubaram o meu amor
Que era a luz, ai, dos óios meus (2x)


Vida de nego é difícil
É difícil como quê

Eu quero morrer de noite
Na tocaia me matar
Eu quero morrer de açoite
Se tu nega me deixar

Vida de nego é difícil
É difícil como quê

Meu amor, eu vou m'embora
Nessa terra vou morrer
O dia não vou mais ver
Nunca mais eu vou te ver

Vida de nego é difícil
É difícil como quê



músicas | top novidades | top artistas





Denunciar conteúdo inapropriado

Facebook
Google Plus
Ouvir Rádio Kboing FM