ouvir : conectando
Para adicionar mais músicas, clique em adicionar meu canal e depois em "Adicionar ao player"
  • traduzir letra
  • imprimir letra
  • corrigir
  • ajuda


Quem é 'Pereira da Silva' não tem que querer ser 'Albuquerque'
Vivo entre baque, os back, os click, os clak choca os pé de breque
Que inveja as track de quem toca o barco a frente
Eu tô com a frota de Fuketa contra os loque que tá contra a gente
O sol nasceu pra mim, agora vem bico e faz sombra
Mexo com as mente, eles mexem a lomba lomba
As porta fechada se arromba, tô pronto pra esses verme
Assim como quem sai de casa tá sujeito a merda de pomba
Sou mais um louco que sonhou com a melhora financeira
E agora é hora de guardar os balde das goteira
As 'window shopper' cega a visão dos irmão
Mas também não digo que é errado eles quererem umas roupa maneira
A fome mata, e eu posso te dizer
Que mata tanto quem tem, quanto quem não tem o que comer
Por isso eu oro em nome de todos os vivo
A profissão perigo é tanto à quem carrega uma quadrada ou um livro

Recebo a visão pra enxergar quem é real
O olfato pra farejar quem tá pelo meu mal
O tato pra tocar na mão dos muleque
A audição e a fala pra poder escutar e cantar rap
E o meu paladar me diz o que é bom e o que é ruim
Minha coragem me faz lutar por quem tá por mim
Esse bagulho tá longe do fim, meu mano
Nasci careca e sem dente, se for contar tô lucrano

(Refrão 2x)
Vai correr.. quando ver que os muleque daqui
Não tem medo da vida e nem de morrer
Oh Senhor, pelo amor!

Nos entregaram a cartilha de perdedor
Que diz que pra vencer, só sendo traficante ou jogador
Me mostraram o que eu queria pra dizer que eu nunca teria aquela merda toda
Sinceramente, eu disse que se foda
Pois já sonhei com carro, sonhei com as moto e com as mina
Já vi que as vitrines são armadilhas assassinas
Que dão vida à ambição guardada nos corações
De muleques que matam, morrem, correm atrás de mansões
Soluções a base do extermínio de quem tem domínio dos bens
No condomínio o declínio roubano Mercedes Bens
Eles nos despertam facínio por dinheiro
E não por raciocínio, quando entopem nossos trens
Mas a gente não deve agir feito selvagem, mas
Isso permite que eles nos tratem como animais
São meia dúzia de pessoas no poder
Que te fazem lutar contra quem tá na mema merda que você
Por isso a gente tem que ser um pelo otro, saca?
10 mil fuzis não podem contra 10 milhões de facas
(Hey!) Vários manos, vários danos, vários canos
Vários panos manchados se a gente ataca

Meus irmãos tão se degladiando nas capitais
Padres tão orando nas catedrais
Se perguntando quanto tempo mais, quanto tempo faz
A guerra do interior humano assusta bem mais
Já tá na hora de tomar o chicote do capataz, vem
A dor caleja, mas o excesso não faz bem
(heim, heim, heim) Mais justiça Senhor, paz, amor, amém

(Refrão 2x)

músicas | top novidades | top artistas





Denunciar conteúdo inapropriado

Facebook
Google Plus
Rádio Kboing FM
aleatório
repetir