Músicas - Escolha Seu Artista

Seu Jorge sofre racismo em transmissão ao vivo; entenda

24 de julho de 2017, 14h26, por Alexandre Murari
Divulgação

Neste domingo, 23, durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais, o cantor Seu Jorge foi vítima de racismo por parte de um seguidor. O internauta atacou o músico com os comentários "preto de merda" e "o mundo está infestado de pretos".

→ Em carta oficial, Linkin Park fala sobre a morte de Chester

Rapidamente, Seu Jorge percebeu a ofensa e pediu dicas para os seguidores de como reagir nesta situação:

→ Victor e Leo são esquecidos pela Rede Globo, diz colunista

"Esse cara aqui @hduartescp entrou na minha transmissão ao vivo pra destilar o seu venenoso racismo contra minha pessoa me ofendendo de graça sem eu nunca tê-lo visto em toda minha vida! O que vocês acham que eu devo fazer a respeito desse assunto? Alguma sugestão? Só não vale o famoso deixa pra lá!", cravou Seu Jorge, com uma imagem expondo o ataque.

→ Acervo musical da Princesa Diana marca exposição em Londres

Após ter sido exposto, o seguidor percebeu o seu erro e foi se retratar com o cantor, pedindo desculpas. Seu Jorge também publicou sobre esse episódio: "Acabei de receber várias mensagens do menino que me ofendeu quando eu estava ao vivo aqui no Instagram. Uma delas foi pedindo desculpa — muitas delas –, dizendo que não é racista, que errou, que foi força da emoção. Justificou a atitude dele com problemas que teve no passado com uma pessoa negra, e aí perdeu o controle. Conversamos, ele se mostra arrependido e ficou de publicar um vídeo pedindo desculpas a mim e a toda comunidade negra".

O músico também agradeceu as pessoas que o apoiaram no caso: "Venho dizer que sem o apoio de vocês e as manifestação das pessoas aqui, talvez ele não tivesse essa atitude de reconhecer o erro. Conseguimos converter uma pessoa que se mostrava racista em uma pessoa arrependida e interessada em desenvolver um sentimento e uma percepção diferente sobre as pessoas que ele não conhece. Que a gente consiga exterminar o racismo, o preconceito, a intolerância da cabeça das crianças, dos jovens."

Comentários