Músicas - Escolha Seu Artista

Em Rio Preto, Expo Baby Kids atrai mais de 10 mil pessoas

18 de julho de 2017, 11h27, por Alexandre Murari
Foto: Yan Milani

Mais de 10 mil pessoas passaram pela 1ª edição da Expo Baby Kids, que aconteceu, nos dias 14, 15 e 16 de julho, no Shopping Center Iguatemi de São José do Rio Preto. O evento, que é realizado pela Woga Produções, reuniu 20 expositores  de diversas cidades do Estado de São Paulo e apresentou as novidades da moda, decoração, serviços e utilidades do segmento infantil.

→ Britney Spears trabalha em autobiografia, informa revista

Na Expo Baby Kids, o público pode conferir opções exclusivas de roupas, sapatos e acessórios para recém-nascidos, crianças e adolescentes, com preços promocionais, além de uma programação gratuita para toda a família.

→ Após comentário com erro de português, Victor Chaves bloqueia fã

"A participação de renomadas empresas do segmento infanto-juvenil, associada às atividades de entretenimento e lazer para as crianças e os bate-papos com especialistas, direcionados a toda família, completaram o leque de atrações da feira, que atraiu os consumidores de diversas cidades da região, fazendo do evento um verdadeiro sucesso de público e vendas", ressalta a empresária e organizadora do evento Valéria De Cápua.

→ Shows do Coldplay no Brasil têm ingressos online esgotados

Foto: Yan Milani

Em apenas três dias, a Expo Baby Kids movimentou quase um milhão de reais em negócios. Entre os destaques em vendas, as roupas com fator de proteção solar, calçados infantis e utensílios para bebê. "Estamos muito contentes com o retorno positivo da feira e já estamos tendo diversos convites para realizar a Expo Baby Kids em outras localidades brasileiras. Em breve divulgaremos a agenda de novas exposições", revela Valéria.

→ Ouça o reggaeton "Traidor", da Paula Fernandes

De acordo com o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) e uma análise do Sebrae o movimento anual do mercado infantil de produtos e serviços é de  R$ 50 bilhões, com um crescimento médio de 14%. Pesquisas ainda apontam que as despesas dos pais com os filhos até o primeiro ano de vida são as que mais movimentam o mercado focado nesse público.

→ Tatau, do Araketu, sobre carnaval: "é mais indústria"

Entre os ramos de produtos para essa faixa-etária, o que mais se destaca é o de vestuário. Segundo a Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), o mercado de vestuário infantil teve um crescimento médio de 6% no último ano. Outro dado interessante é o da Abral (Associação Brasileira de Licenciamento), que aponta que 80% dos licenciamentos realizados, atualmente, no país são provenientes da área destinada às crianças, apontando uma área promissora, quando o assunto é inovação.

Comentários