ouvir : conectando
Para adicionar mais músicas, clique em adicionar meu canal e depois em "Adicionar ao player"
  • traduzir letra
  • imprimir letra
  • corrigir letra
  • ajuda
O juiz mais justo é o tempo irmão, vai vendo
Lapida a alma de um guerreiro, no sofrimento
Acredite talento cê não mato de calibre
Céu azul é lindo mas no x te deprime
No crime volta com as de verdes é fartura
Mas quero ver achar os true na amargura
Se o assunto é dinheiro, religião sem respeito
Marroquino fala até chinês pra ser burguês
E nesse pique passo uns aqui uns ali, fique
Ligeiro se chamar de irmão pura ilusão
Da pra conta aquele que agiu sem falar
Uma tranca pra guardar e lealdade é o que há
Vai pela fama tem doido que paga
O preço de lamber o mel na lamina da faca
Digo é nois irmão tamo envolvido
Mas só na Gozolandia né só bandido
Uma mais um sei lá cê tem amigo
Mas se eu cato o banco central é tudo comigo
Por que a vida é um trem sorte vai e vem
Não apitar na curva e não espera por ninguém
A cara é resolve quero deixar pra depois
Segredo entre 3 Tiozão mata dois

Eu caminhei sem cair eu levantei
Nem sei quando eu me esquivei
Da morte eu não sei
Como louvor, obrigado senhor
Que me carregou
Testemunho! [2x]

Sente o drama gela olhos azuis
Meus olhos verdes só temem Jesus
Sem verme no caminho sem amargo vinho
Pra transformar a coroa de espinhos
Os verme deu a louca mas eu não to de toca
Se põe no seu lugar, verme fecha a boca
Desconhece o brilho leal do nosso rei
Por você ele morreu por ele eu matarei
Pedra no sapato o espírito rose
Ah de se render ao Jesus Cristo rei
Céu estrelada noite na favela
Capa do Juiz e o riso da frutela
Se preciso for eis aqui um mortal
Seguirei até o fim e morrerei de igual
A fúria da minha rima a bala faz tremer
E a mascara do verme nunca via derreter

Eu caminhei sem cair eu levantei
Nem sei quando eu me esquivei
Da morte eu não sei
Como louvor, obrigado senhor
Que me carregou
Testemunho! [2x]

Vi a melhora quando eu resolvi ser eu de novo
Descolaram minhas cartas então saí do jogo
Eu conheci a solidão com mais de mil amigos
A fama é fogo trás o sangue sem cê tá ferido
No dia a dia que passa você vê quem é quem
Não é bem o quanto cê vale, pergunto o que é que cê tem
No vai e vem da adrenalina até passou batido
Passou batido mas não desapercebido
Não vai pra grupo, que eu sou crente mas não sou esquema
Se acha pouco a caminhada, (?) não tema
Revira volta volta e meia e eis me aqui de novo
O mundo gira e cria vermes deles tenho nojo

Lá do passado o que eu trago é a experiência
Eu vim do barro e vou pro barro esse não é o problema
O meu presente sei que o meu passado que fez
Mas aprendi, hoje eu vivo um dia por vez
Eu tô de volta pelo louco que ninguém acredita
Tô pelo mano que lamenta em dia de visita
Tô pelas minas que eu sei que precisam de uma ideia
Tô pelos manos que curte os detentos na favela

Eu caminhei sem cair eu levantei
Nem sei quando eu me esquivei
Da morte eu não sei
Como louvor, obrigado senhor
Que me carregou
Testemunho! [2x]

Mais músicas de Detentos Do Rap

músicas | top novidades | top músicas | top artistas