ouvir : conectando
Para adicionar mais músicas, clique em adicionar meu canal e depois em "Adicionar ao player"
  • traduzir letra
  • imprimir letra
  • corrigir
  • ajuda


Caminhando contra o vento
Sem lenço e sem documento
No sol de quase dezembro
Eu vou

O sol se reparte em crimes
Espaçonaves, guerrilhas
Em cardinales bonitas
Eu vou

Em caras de presidentes
Em grandes beijos de amor
Em dentes, pernas, bandeiras
Bomba e Brigitte Bardot

O sol nas bancas de revista
Me enche de alegria e preguiça
Quem lê tanta notícia
Eu vou

Por entre fotos e nomes
Os olhos cheios de cores
O peito cheio de amores vãos
Eu vou
Por que não, por que não?

Ela pensa em casamento
E eu nunca mais fui à escola
Sem lenço e sem documento,
Eu vou

Eu tomo uma Coca-Cola
Ela pensa em casamento
E uma canção me consola
Eu vou

Por entre fotos e nomes
Sem livros e sem fuzil
Sem fome, sem telefone
No coração do Brasil

Ela nem sabe até pensei
Em cantar na televisão
O sol é tão bonito
Eu vou

Sem lenço, sem documento
Nada no bolso ou nas mãos
Eu quero seguir vivendo, amor
Eu vou

Por que não, por que não?
Por que não, por que não?
Por que não, por que não?
Por que não, por que não?

Somos da turma tricolor
Somos a voz do campeão
Somos do povo o clamor
Ninguém nos vence em vibração
Vamos avante esquadrão
Vamos, serás o vencedor
Vamos conquistar mais um tento
Bahia, Bahia, Bahia
Ouve essa voz que é teu alento
Bahia, Bahia, Bahia
Mais um, mais um Bahia
Mais um, mais um título de glória
Mais um, mais um Bahia
É assim que se resume a sua história

O Rio de Janeiro continua lindo
O Rio de Janeiro continua sendo
O Rio de Janeiro, fevereiro e março

Alô, alô, Realengo - aquele abraço!
Alô, torcida do Flamengo - aquele abraço!

Chacrinha continua balançando a pança
e buzinando a moça e comandando a massa
e continua dando as ordens no terreiro

Alô, alô, Seu Chacrinha - velho guerreiro
Alô, alô, Terezinha, Rio de Janeiro
Alô, alô, Seu Chacrinha - velho palhaço
Alô, alô, Terezinha - aquele abraço!

Alô, moça da favela - aquele abraço!
Todo mundo da Portela - aquele abraço!
Todo mês de fevereiro - aquele passo!
Alô, Banda de Ipanema - aquele abraço!

Meu caminho pelo mundo eu mesmo traço
A Bahia já me deu régua e compasso
Quem sabe de mim sou eu - aquele abraço!
Pra você que meu esqueceu - aquele abraço!

Alô, Rio de Janeiro - aquele abraço!
Todo o povo brasileiro - aquele abraço!

Mais músicas de Caetano Veloso


músicas | top novidades | top músicas | top artistas

As mais ouvidas



Denunciar conteúdo inapropriado

Facebook
Google Plus
aleatório
repetir