Tião Carreiro e Pardinho

Osso Duro De Roer

ouvir : conectando
aleatório
repetir
sem intro
Para adicionar mais músicas, clique em adicionar meu canal e depois em "Adicionar ao player"
  • traduzir letra
  • imprimir letra
  • corrigir
  • ajuda
Osso duro de roer
É o Brasil da atualidade
É doído a gente ver
A cruel desigualdade
O pobre fica mais pobre
O rico enriquece mais
Tubarões e ajiotas
Aumentam seus capitais
Os tais colarinhos brancos
Da cadeia vive ausente
Os malandros de casaca
Estão agindo livremente.

O povo segue sem rumo
Numa canoa furada
Tem tudo quem não trabalha
Quem trabalha não tem nada
Dez por cento come a carne
E noventa rói o osso
Meia dúzia come a fruta
O resto engole o caroço
A inflação é um espada
Que fere, causa pavor
Salário sobe de escada
E os preços de elevador.

Das crianças tenho pena
são as que padecem mais
Vão perdendo a esperança
De ter conforto dos pais
Os poderes competentes
Nada fazem para o povo
Nós estamos num aperto
Igual o pinto no ovo
Não adianta rezar terço
Nem pedir Nossa Senhora
A santa já não dá conta
do povo que sofre e chora.

Album:
Gravadora:
Ano:
Faixa: 3

músicas | letra

Facebook Google Plus

Denunciar conteúdo inapropriado

Notificar erro
Selecione abaixo o tipo de erro da música


código incorreto, tente novamente(trocar imagem)
você deve selecionar uma das três opções antes de enviar 
Minha playlist
Colocar texto bem aqui pro caboclo ficar feliz e voltar pra casa
Minha playlist
Crie um nome para sua playlist nova ou substitua as músicas de uma playlist existente
Dê nome para sua playlist
substitua as músicas da playlist
ou
 
Atualizar Video
Você pode contribuir e corrigir o video desta música
Adicione a url correta do vídeo do YouTube
Ex.: https://www.youtube.com/watch?v=EDwb9jOVRtU
ARTISTA:

MÚSICA: