ouvir : conectando
aleatório
repetir
sem intro
Para adicionar mais músicas, clique em adicionar meu canal e depois em "Adicionar ao player"

Nayah

Tranquilo

  • traduzir letra
  • imprimir letra
  • corrigir
  • ajuda
Entrei numa onda que vicia quero relatar
Relatar minha dramaturgia
Ainda melhor filosofia enraizada
No meu cabelo
Na minha levada endiabrada
Não preciso de mais nada
Uma caneta,de careta ou com capeta
Quero mulher
Quero ninfeta
Ruiva,russa,japa ou preta
Um microfone se possível
Comportamento imprevisível

Incrível
Já está até subindo o nível dessa peça
No inconsciente translúcido
Não sei nem que palavra é essa
Já não to lúcido

Mas continuo fazendo o som
Escrevendo, desenhando
A minha imaginação,pois então
Agonia, poesia cuidado está ai
"la polícia" disfarça e assovia
É só pra manter a hipocrisia
Sociedade hipócrita
Com suas regras tortas
Mas mantém a tranquilidade
Apesar dos idiotas

REFRÃO:
Eu tô tranquilo
Bailando diferente
Eu tô tranquilo
Passando a bola pra frente
Eu tô tranquilo
É livre o meu estilo
Por isso sigo em frente
Na paz sem grilo (2x)

Te confesso que já tõ meio bolado
Vivo num mundo de vacas loucas
E frangos gripados
Mas eu não quero dominar
Nem ser dominado
Só sei que a natureza nunca erra
Quando alguma coisa tá errada ela
Berra e ai já era mais uma guerra
E a questão da retórica nunca se encerra
De um lado os opressores
Do outros oprimidos
Como rolos compressores
Atropelam a massa de deprimidos
O povo se diverte na geral do maraca
Depois do jogo sua alma sai de maca
Direto pruma nova semana de escravidão
500 anos de dominação dos irmãos
Daí a revolta do muleque
2pac do rap "the lost tapes"
Só quem é black trunk
Conhece o poder da pantera
O nascer de uma nova era onde a paz não
Seja só um cliché de tablóide
A midia nociva trata o povo como debilóide
Num fode fala tu
Como é que pode
Neguinho se mata de trabalhar
Pra ver o cascalho entrar
Aí entra mais filho da puta pra roubar

REFRÃO: (2X)

O artista denuncia
Ninguém entende porra nenhuma
A juventude reivindica
Porra nenhuma
Vários universos
Não conseguem convergir
Não conseguem trabalhar
O seu lado do saber
Não existem atrapalha
Não conseguem viver
Sem bancar os otários
Não param pra pensar
Em fazer o bem, não respeitam
Nem a própria consciência
Se é que isso eles tem
Não tõ aqui querendo
Tirar onda de fair play
Você sabe disso eu sei
Apenas viajo numa idéia boa
E esse feeling louco nos
Ouvidos soa, valeu nayah
Que maestria, me ajudando
A passar minha filosofia

REFRÃO: (2X)


Eu até gosto do rap da gringa
So que o nosso tem muito mais ginga
Sábado de sol um futebol
Depois um gelobol porque eu não faço rap
Pras "bitches" nem pros "niggas"
Eu faço rap pros meus amigos e amigas
E pra quem mais quiser escutar
Porque todo o ser humano
Tem o direito de se expressar
Tu não precisa ter medo e se calar
Esquece todos os seus movimentos
E vem zuar,zuar,zuar

E se eu tõ com os caras
Que eu considero meus amigos
Eu vou seguir na boa pra sempre sem grilo
Adverso no universo
Brilhando no claro é claro que eu encaro não
Paro e ignoro se com um péla saco eu me deparo
Do leão eu tenho a juba
Do lobo eu tenho o faro selvagem
Com coragem
Minha rima é a maior viagem
Permanece tranquila
Apesar de toda essa malandragem...


REFRÃO: (2X)


músicas | letra

Mais ouvidas de Nayah

Todas as músicas de Nayah

Denunciar conteúdo inapropriado

Kboing Radio OnLine
Aviso Legal - Política de Privacidade | Anuncie

Facebook
Google Plus
Rádio Kboing FM
Notificar erro
Selecione abaixo o tipo de erro da música


código incorreto, tente novamente(trocar imagem)
você deve selecionar uma das três opções antes de enviar 
Minha playlist
Colocar texto bem aqui pro caboclo ficar feliz e voltar pra casa
Minha playlist
Crie um nome para sua playlist nova ou substitua as músicas de uma playlist existente
Dê nome para sua playlist
substitua as músicas da playlist
ou
 
Atualizar Video
Você pode contribuir e corrigir o video desta música
Adicione a url correta do vídeo do YouTube
Ex.: https://www.youtube.com/watch?v=EDwb9jOVRtU
ARTISTA:

MÚSICA: