Sete Vezes Mais

Toque no Altar


ouvir adicionar
Quando a videira brotar
E no campo o trigo crescer
E a fonte das águas correrem dos montes
Chegou a restituição

Quando a chuva descer
E o deserto florescer
E quando se ouvir então
A voz dos que cantam
Chegou a restituição

Os meus celeiros transbordarão
Da provisão do senhor
O gafanhoto não mais consumirá
O que o Senhor restituiu

Os céus se abrem
A chuva de Deus chegou
Trazendo sete vezes mais
Do que o devorador roubou

Os céus se abrem
A chuva de Deus chegou
Trazendo sete vezes mais
De restituição

Sete vezes mais, sete vezes mais
Do que o devorador roubou

Sete vezes mais, sete vezes mais!
Quando a videira brotar
E no campo o trigo crescer
E a fonte das águas correrem dos montes
Chegou a restituição

Quando a chuva descer
E o deserto florescer
E quando se ouvir então
A voz dos que cantam
Chegou a restituição

Os meus celeiros transbordarão
Da provisão do senhor
O gafanhoto não mais consumirá
O que o Senhor restituiu

Os céus se abrem
A chuva de Deus chegou
Trazendo sete vezes mais
Do que o devorador roubou

Os céus se abrem
A chuva de Deus chegou
Trazendo sete vezes mais
De restituição

Sete vezes mais, sete vezes mais
Do que o devorador roubou

Sete vezes mais, sete vezes mais!
publicidade