Era 4:30, passava um pouquinho
E um fosco clarinho rasgava o barjão
Era o trem noturno, que vinha apontando
E logo parando na velha estação
Meu corpo tremia, meus olhos molhados
O meu pai do lado e a mala no chão
Beijei o seu rosto e disse na hora
O mundo lá fora me espera paizão

Entrei no vagão, corri pra janela
E a mala amarela do velho catei
O trem deu partida, saiu bruscamente
E ali novamente sua mão eu beijei
Um pouco pra adiante vi minha casinha
E a minha mãezinha ali no portão
Ela não me viu e no trem na corrida
Ouvi as latidas do velho sultão

Um certo senhor da poltrona vizinha
Dizia que vinha do paranazão
E disse também de um jeito cortês
É a primeira vez que deixo o sertão
Pedi seu conselho e ele me disse
Seu moço a velhice é dura demais
Eu sou bem mais velho e posso aconselhar
É duro ficar distante dos pais
Eu nunca esqueci o que o velho falou
O tempo passou e pra casa voltei
Quem fica distante jamais se conforma
Lá plataforma sua mão eu deixei
Desci comovido, meu pai me abraçou
E me perguntou a mala eu não vi
E eu respondi na fala de um homem
Pra não passar fome a mala eu vendi

Era 4:30, passava um pouquinho
E um fosco clarinho rasgava o barjão
Era o trem noturno, que vinha apontando
E logo parando na velha estação
Meu corpo tremia, meus olhos molhados
O meu pai do lado e a mala no chão
Beijei o seu rosto e disse na hora
O mundo lá fora me espera paizão

Entrei no vagão, corri pra janela
E a mala amarela do velho catei
O trem deu partida, saiu bruscamente
E ali novamente sua mão eu beijei
Um pouco pra adiante vi minha casinha
E a minha mãezinha ali no portão
Ela não me viu e no trem na corrida
Ouvi as latidas do velho sultão

Um certo senhor da poltrona vizinha
Dizia que vinha do paranazão
E disse também de um jeito cortês
É a primeira vez que deixo o sertão
Pedi seu conselho e ele me disse
Seu moço a velhice é dura demais
Eu sou bem mais velho e posso aconselhar
É duro ficar distante dos pais
Eu nunca esqueci o que o velho falou
O tempo passou e pra casa voltei
Quem fica distante jamais se conforma
Lá plataforma sua mão eu deixei
Desci comovido, meu pai me abraçou
E me perguntou a mala eu não vi
E eu respondi na fala de um homem
Pra não passar fome a mala eu vendi

Todas as músicas de Teodoro e Sampaio
Á Buda
A Cabritinha
A Crise Tá Feia
A Dor da Solidão
A Empregada
A Fuga da Vaca
A Irmã da Gostosona
A Mudança
A Rabada Da Cunahada
A Solteirona
A Volta Do Seresteiro (part. Zalo) (Ao Vivo)
A Voz Do Povo
Aconteceu Comigo
Água No Leite
Ah Moleque! (Ao Vivo)
Amigo Entre Aspas
Amor Sem Vergonha
Amor, Amasso e Paixão
Ana Julia
Aqui Não Pica Pau (part. João Neto e Frederico) (Ao Vivo)
Aqui Pra Ela
Aqui Só Tem Filé
Arca De Mulher
Atiradora De Elite
Banho De Amor
Bárbara (Ao Vivo)
Bate Martelo
Bença Pai, Bença Mãe
Bilau
Boate Azul
Boate Azul (part. João Neto e Frederico) (Ao Vivo)
Cabelos Cor De Mel
Cachorro Jiló
Cachorro Louco
Cama Quebrada
Caminhoneiro Sofrido
Cantaram A Minha Vizinha
Carisma
Casa Fechada
Casaco Verde
Caso Pensado
Castelo De Areia
Chora Coração
Chorei Que Deu Dó
Chuva De Amor
Conta Pra Ela
Coração Na Boca
Cunhada
Cunhada - Quem Vai Mandar No Mundo é a Mulher (Ao Vivo)
Delícias Do Amor
Doideira
Dois Fogão
Dose De Amor
Ela Apaixonou No Moto-boy
Ela Chora, Chora
Ela Quer Cortar Meu Saco
Esta Noite Te Amarei
Estava Escrito
Estrada Do Meu Destino (part. Marcello Teodoro) (Ao Vivo)
Estranho
Estrela Caída
Eu e a Lua (Ao Vivo)
Ex-Mulher
Festa C.A
Fiquem Com Deus
Fogo No Rabo
Fora de Área
Fuscão Preto
Guarda Roupa Maldito
Homem Do Rádio
Homem Que Bate em Mulher
Já Fui Bom Nisso
Jardineira Do Adeu
Ladrão De Mulher
Leão Ferido
Linguaruda
Machão DVD
Mala Amarela
Me Manda Embora
Menino Sapeca
Mete Cerveja No Povo
Meu Barraco Caiu (Ao Vivo)
Mobilete
Morena Criminosa (part. Rick Sollo) (Ao Vivo)
Mulher Chorona
Mulher Perigosa
Namorar e Chupar Cana
Não Diga Nada (Ao Vivo)
Não Existe Homem Feio
Não Levo o Celular
Não Sou Páreo Pra Você - Carisma (Ao Vivo)
Noites em Claro
Nokudum Nokudum
Nos Braços Do Mundo
Nossas Brigas
O Amor Venceu De Novo
O Beijo Do Adeus
O Bocão
O Comércio Do Amor
O Desejo Da Carne
O Despeitado
O Garrafão (Ao Vivo)
O Patrão e o Puxa Saco (Ao Vivo)
O Pau Quebrou
O Trem T Feio
O Último Encontro
Ocê Que Sabe
Onde Cê Tá
Paixão Bandida
Paixão Em Dose Dupla
Paixão Proibida
Passe Livre (part. Leonito) (Ao Vivo)
Pegou Fogo Na Zona
Peso Na Cama - Delícias De Amor (Ao Vivo)
Pinga Ne Mim
Pisa e Sapateia
Pitoco
Pobre Menina Rica
Pode Brigar Comigo (Ao Vivo)
Prisão De Papel
Quarto Perfumado
Quatro Cantos Da Casa
Quem Tem...Tem Medo
Quem Tem...Tem Medo - Roela Do Eno (Ao Vivo)
Quem Vai Mandar No Mundo É A Mulher
Quero Ver Provar (Ao Vivo)
Raimunda (Ao Vivo)
Rock Da Casa Fechada
Roela do Eno
Safada
Se A Casa Cair
Se o Remédio Não Voltar
Se Você For Embora
Sedução
Seresteiro Da Lua (part. Pedro Bento e Zé da Estrada) (Ao Vivo)
Sete Noites De Paixão
Seu Redondo
Silicone
Só a Cabecinha
Sou Da Turma Do Chapéu
Sou Mais Selvagem
Tadinha Da Minha Secretária
Tapete Da Sala
Tem Que Ser Peão
Tem Um Veado Me Olhando
Tem Um Veado me Olhando (part. Evandro e Agnaldo) (Ao Vivo)
Tô Apaixonado
Tô Berrando Que Nem Boi (part. Rick Sollo) (Ao Vivo)
Tô Na Boca Da Sogra
Tô Num Desespero Só
Trairagem (Ao Vivo)
Vai Tomando Cuba
Vestido de Seda
Vestido De Seda (Ao Vivo)
Vida De Cachorro (ao vivo)
Vida De Cachorro (Ao Vivo)
Virus Da Paixão
Vírus Do Desamor
Vôo 155
Whisky Com Guaraná
publicidade