O Homem Sem Face

Sombra


ouvir adicionar
Hé, deixa eu ver o que acontece, o que se sucede
Desmascarar alguém sem máscara
A máscara caiu então a face vai se revelar
A não ser que a própria face seja a máscara
Até que peguem mais um, querem o número um
Só que pegaram mais um
Qualquer que seja então que assim seja
Quem não viu não crê então observe e veja
Retrato falado chama a vítima
Cara ou crachá é ou não é pra legítima
Mestre dos disfarces causam alusão pra ludibriar
Na sua mente é uma coisa mas é outra no olhar
Menino bom disciplinado leva multa
A cara é parecida com a do outro e não oculta
Sigilosa linha os araponga na escuta
Quando foram ver o rapaz era de boa conduta
Esquizofrênicos, bipolares são vários, são várias faces
Tem os que mete o louco e já saca dos disfarce
A oposição, o boicote, o impasse
Gerado por ideias do fruto de um multifaces
Refrão
Você viu o homem sem face
Eu não conheço nunca vi a cara dele
Tem um aspecto secreto o o o o o o o
Sei lá, são mais de mil faces
Atento à situação pacata demais
Quando não pacato, pacato é você quem faz
Iniciativas que libertam no semblante um outro homem no caráter um outro ser
Mente fértil evoluída pra exercer
Desapareceu sumiu mas na prática
Molda outra face com uma cirurgia plástica
O homem sem face vai solta o preso
Já é tanta face até o espelho ficou surpreso
Vixe tira a máscara põe a máscara fechou, lacrou
De tanto trocar de máscara virou monstro
É quando o bisturi esquenta a ponta da navalha
Cicatrizes a lâmina falha
Trocou a foto do RG causou tumulto
Imagem, semelhança do homem levaram susto
Quando perguntado ao mesmo isto não tem lógica
A prática, o feito falsidade ideológica
Quem vê cara não vê coração
Situação faz o momento o momento a situação
A xerox é igual à fotocópia
Em todo o lugar se multiplica e tem um sósia
Fantástico mundo popular, super incrível com seus homens e suas caras, invisível
São várias caras brancas
São várias caras pretas
Para distingui-las muita treta...
Cara de um focinho do outro, focinho do outro
É cara de um
Um cara de um caiu a máscara de um
A máscara de um
Um cara de um caiu a máscara de um
A máscara de um Hé, deixa eu ver o que acontece, o que se sucede
Desmascarar alguém sem máscara
A máscara caiu então a face vai se revelar
A não ser que a própria face seja a máscara
Até que peguem mais um, querem o número um
Só que pegaram mais um
Qualquer que seja então que assim seja
Quem não viu não crê então observe e veja
Retrato falado chama a vítima
Cara ou crachá é ou não é pra legítima
Mestre dos disfarces causam alusão pra ludibriar
Na sua mente é uma coisa mas é outra no olhar
Menino bom disciplinado leva multa
A cara é parecida com a do outro e não oculta
Sigilosa linha os araponga na escuta
Quando foram ver o rapaz era de boa conduta
Esquizofrênicos, bipolares são vários, são várias faces
Tem os que mete o louco e já saca dos disfarce
A oposição, o boicote, o impasse
Gerado por ideias do fruto de um multifaces
Refrão
Você viu o homem sem face
Eu não conheço nunca vi a cara dele
Tem um aspecto secreto o o o o o o o
Sei lá, são mais de mil faces
Atento à situação pacata demais
Quando não pacato, pacato é você quem faz
Iniciativas que libertam no semblante um outro homem no caráter um outro ser
Mente fértil evoluída pra exercer
Desapareceu sumiu mas na prática
Molda outra face com uma cirurgia plástica
O homem sem face vai solta o preso
Já é tanta face até o espelho ficou surpreso
Vixe tira a máscara põe a máscara fechou, lacrou
De tanto trocar de máscara virou monstro
É quando o bisturi esquenta a ponta da navalha
Cicatrizes a lâmina falha
Trocou a foto do RG causou tumulto
Imagem, semelhança do homem levaram susto
Quando perguntado ao mesmo isto não tem lógica
A prática, o feito falsidade ideológica
Quem vê cara não vê coração
Situação faz o momento o momento a situação
A xerox é igual à fotocópia
Em todo o lugar se multiplica e tem um sósia
Fantástico mundo popular, super incrível com seus homens e suas caras, invisível
São várias caras brancas
São várias caras pretas
Para distingui-las muita treta...
Cara de um focinho do outro, focinho do outro
É cara de um
Um cara de um caiu a máscara de um
A máscara de um
Um cara de um caiu a máscara de um
A máscara de um
publicidade