Sérgio Reis - Casei Porque Bebi


ouvir adicionar
Minha muié é feia, é feia pra dana
Eu me casei com ela más eu posso explicar
No dia do casório eu bebi feito um gambá
Casei porque eu bebi agora eu tenho que aguentar

Eu bebo e vou dormir quando acordo eu já tô bão
Más quando ela corda ainda é o mesmo canhão
Eu bebo pra esquecer que ela é feia que é um horror
Bebinho óio pra ela e vejo a Brigite Bardot

No dia em que eu não bebo não dá pra encarar
Olho pra cara dela e chego a me arrupiár
Daí eu vou pro bar e bebo pra esquecer
Quando chego em casa encontro a Luiza Bruneth

Eu bebo e vou dormir quando acordo eu já tô bão
Más quando ela corda ainda é o mesmo canhão
Eu bebo pra esquecer que ela é feia que é um horror
Bebinho óio pra ela e vejo a Brigite Bardot

Um dia eu num bibi e tive que aguentá
Mais foi oiá pra ela e em seguida dismaiá
Ela pra me acorda me deu pinga de barril
Quando eu abri os óio eu tava com a miss Brasil

Eu bebo e vou dormir quando acordo eu já tô bão
Más quando ela corda ainda é o mesmo canhão
Eu bebo pra esquecer que ela é feia que é um horror
Bebinho óio pra ela e vejo a Brigite Bardot Minha muié é feia, é feia pra dana
Eu me casei com ela más eu posso explicar
No dia do casório eu bebi feito um gambá
Casei porque eu bebi agora eu tenho que aguentar

Eu bebo e vou dormir quando acordo eu já tô bão
Más quando ela corda ainda é o mesmo canhão
Eu bebo pra esquecer que ela é feia que é um horror
Bebinho óio pra ela e vejo a Brigite Bardot

No dia em que eu não bebo não dá pra encarar
Olho pra cara dela e chego a me arrupiár
Daí eu vou pro bar e bebo pra esquecer
Quando chego em casa encontro a Luiza Bruneth

Eu bebo e vou dormir quando acordo eu já tô bão
Más quando ela corda ainda é o mesmo canhão
Eu bebo pra esquecer que ela é feia que é um horror
Bebinho óio pra ela e vejo a Brigite Bardot

Um dia eu num bibi e tive que aguentá
Mais foi oiá pra ela e em seguida dismaiá
Ela pra me acorda me deu pinga de barril
Quando eu abri os óio eu tava com a miss Brasil

Eu bebo e vou dormir quando acordo eu já tô bão
Más quando ela corda ainda é o mesmo canhão
Eu bebo pra esquecer que ela é feia que é um horror
Bebinho óio pra ela e vejo a Brigite Bardot
Todas as músicas de Sérgio Reis
A Mala
A Volta Da Asa Branca
Adeus De Mariana
Adeus Mariana
Amor E Saudade
Asa Branca
Assum Preto
Baita Macho
Baldrana Macia
Boiadeiro Errante
Boteco da Esquina
Caminheiro
Cantar Pra Ser Feliz
Casei Porque Bebi
Cavalo Preto
Chalana
Chico Mineiro
Choro de Saudade
Cidade Grande
Comitiva Esperança
Coração De Luto
Coração De Papel
Coração De Sapé
Coração Pede Perdão
Couro De Boi
Destino De Carreteiro
Disparada
Então É Natal
Escravo Do Coração
Esse É Meu Brasil
Fã de Jesus
Fazenda Paraíso
Fazenda São Francisco
Felicidade
Filho Adotivo
Fio De Cabelo
Galopeira
Guri
João Carreiro
João De Barro
Km 45
Leva Eu Sodade
Marlena
Matuto
Mensagem para os fãs (exclusivo Kboing)
Meu Lugar
Meu Sítio Meu Paraíso
Morena Faz de Conta
Não Quero Piedade
Natal, Uma Nova Esperança
Noite Feliz
O Lobo Da Estrada
O Menino Da Gaita
O Menino Da Porteira (part. Chitãozinho e Xororó)
O Vai E Vem Do Carreiro
Obras De Poeta
Oh... Viola Iluminada
Os Olhinhos Do Menino
Os Três Boiadeiros
Panela Velha
Pantanal Em Silêncio
Pinga Ne Mim
Poeira
Porta Do Mundo
Pout Pourri: Chico Mineiro/Chalana
Procissão
Quando Um Homem Ama Uma Mulher
Questão de Tempo (part. Moacyr Franco)
Rabo De Saia
Recordação
Rei Do Gado
Rolinha Cabocla
Saudade De Minha Terra
Se Não Fosse Por Amor
Sede De Carinho
Serafim E Seus Filhos
Sina De Violeiro
Sinfonia Pantaneira
Súplica Cearense
Tchau Amor
Tetinha
Tocador De Boi
Tocando Em Frente
Todas As Manhãs
Toró De Pranto
Trem Do Pantanal
Triste Berrante
Tristeza do Jeca (part. Almir Sater)
Último Pau De Arara
Um Homem Rico
Vendi Os Bois
Você Vai Gostar (La Do Pé Da Serra)
publicidade