Mais Que Um Mero Poema

Rosa de Saron


ouvir adicionar
Parece estranho
Sinto o mundo girando ao contrário
Foi o amor que fugiu da sua casa
E tudo se perdeu no tempo
É triste e real
Eu vejo gente se enfrentando
Por um prato de comida
Água é saliva
Êxtase é alívio, traz o fim dos dias
E enquanto muitos dormem, outros se contorcem
É o frio que segue o rumo e com ele a sua sorte

Você não viu
Quantas vezes já te alertaram
Que a Terra vai sair de cartaz
E com ela todos que atuaram
E nada muda, é sempre tão igual
A vida segue a sina
Mães enterram filhos, filhos perdem amigos
Amigos matam primos
Jogam os corpos nas margens dos rios contaminados
Por gigantes barcos
Aquilo no retrato é sangue ou óleo negro

Aqui jaz um coração
Que bateu na sua porta às 7 da manhã
Querendo sua atenção, pedindo a esmola de um simples amanhã
Faça uma criança, plante uma semente
Escreva um livro e que ele ensine algo de bom
A vida é mais que um meroo poema
Ela é real

É pão e circo, veja
A cada dose destilada
Um acidente que alcooliza o ambiente
Estraga qualquer face limpa
De balada em balada vale tudo
E as meninas das barrigas tiram os filhos, calam seus meninos
Selam seus destinos
São apenas mais duas histórias destruídas
Há tantas cores vivas caçando outras peles
Movimentando a grife
A moda agora é o humilhado engraxando seu sapato
Em qualquer caso é apenas mais um chato

Aqui jaz um coração
Que bateu na sua porta às 7 da manhã
Querendo sua atenção, pedindo a esmola de um simples amanhã
Faça uma criança, plante uma semente
Escreva um livro e que ele ensine algo de bom
A vida é mais que um mero poema
Ela é real

E ainda que a velha mania de sair pela tangente
Saia pela culatra
O que se faz aqui, ainda se paga aqui
Deus deu mais que ar, coração e lar
Deu livre arbítrio
E o que você faz?
E o que você faz?

Aqui jaz um coração
Aqui jaz um coração Parece estranho
Sinto o mundo girando ao contrário
Foi o amor que fugiu da sua casa
E tudo se perdeu no tempo
É triste e real
Eu vejo gente se enfrentando
Por um prato de comida
Água é saliva
Êxtase é alívio, traz o fim dos dias
E enquanto muitos dormem, outros se contorcem
É o frio que segue o rumo e com ele a sua sorte

Você não viu
Quantas vezes já te alertaram
Que a Terra vai sair de cartaz
E com ela todos que atuaram
E nada muda, é sempre tão igual
A vida segue a sina
Mães enterram filhos, filhos perdem amigos
Amigos matam primos
Jogam os corpos nas margens dos rios contaminados
Por gigantes barcos
Aquilo no retrato é sangue ou óleo negro

Aqui jaz um coração
Que bateu na sua porta às 7 da manhã
Querendo sua atenção, pedindo a esmola de um simples amanhã
Faça uma criança, plante uma semente
Escreva um livro e que ele ensine algo de bom
A vida é mais que um meroo poema
Ela é real

É pão e circo, veja
A cada dose destilada
Um acidente que alcooliza o ambiente
Estraga qualquer face limpa
De balada em balada vale tudo
E as meninas das barrigas tiram os filhos, calam seus meninos
Selam seus destinos
São apenas mais duas histórias destruídas
Há tantas cores vivas caçando outras peles
Movimentando a grife
A moda agora é o humilhado engraxando seu sapato
Em qualquer caso é apenas mais um chato

Aqui jaz um coração
Que bateu na sua porta às 7 da manhã
Querendo sua atenção, pedindo a esmola de um simples amanhã
Faça uma criança, plante uma semente
Escreva um livro e que ele ensine algo de bom
A vida é mais que um mero poema
Ela é real

E ainda que a velha mania de sair pela tangente
Saia pela culatra
O que se faz aqui, ainda se paga aqui
Deus deu mais que ar, coração e lar
Deu livre arbítrio
E o que você faz?
E o que você faz?

Aqui jaz um coração
Aqui jaz um coração
Todas as músicas de Rosa de Saron
Acenda A Luz
Além Do Meu Jardim (ao vivo)
Algoritmo
Amor Sincero
Anjos Das Ruas
Apenas Uma Canção de Amor
As Dores Do Silêncio
As Horas
Até O Fim
Aurora (feat. Renato Vianna, Jonny Voice & Ricardo Domingues) [Ao Vivo]
Autor Desconhecido
Cartas Ao Remetente
Casino Boulevard
Casino Boulevard (acústico)
Casino Boulevard (Ao Vivo)
Chance
Diante Da Cruz
Dias Assim
Distante do Que Sou
Do Alto Da Pedra
Entre Aspas
Fleur de Ma Vie
Folhas Do Chão
Folhas Do Chão (ao vivo)
Invernia
Invisível
Ironia S/a (Ao Vivo)
Jamais Será Tarde Demais
Jamais Será Tarde Demais (Ao Vivo)
Latitude, Longitude (part. Mauro Henrique) [Ao Vivo]
Lembranças (ao vivo)
Liberdade (ao vivo)
Linda Menina
Mais Além (ao vivo)
Mais Que Um Mero Poema
Mais Uma Vez (ao vivo)
Máquina do Tempo
Máquina do Tempo (Ao Vivo)
Menos De Um Segundo
Menos De Um Segundo (ao vivo)
Mesma Brisa
Metade de Mim
Metade de Mim (Ao Vivo)
Meu Abandono (ao vivo)
Meu Lugar
Meu Lugar (part. Francis Botene) [Ao Vivo]
Meus Medos
Minha Triste Imperfeição
Minha Triste Imperfeição (ao vivo)
Muitos Choram
Na Chuva Ao Fim Da Tarde
Nada Entre o Valor e a Vergonha
Neumas d'Arezzo
Ninguém Mais
Ninguém Mais (Ao Vivo)
No Meu Coração
Noite Fria
O Meio E O Fim
O Meio e o Fim (Ao Vivo)
O Mestre Dos Ventos
O Sol Da Meia Noite
O Sol Da Meia-Noite (ao vivo)
Obrigado Por Estar Aqui
Open Your Eyes (Ao Vivo)
Parusia (ao vivo)
Projecto Juno (Oh oh!) (ao vivo)
Quadro Novo
Quando Tiver Sessenta
Rara Calma
Rara Calma (ao vivo)
Real Em Mim (ao vivo)
Reis e Princesas
Rubra Alma
Se (Ao Vivo)
Seis Nações
Sem Você
Sobre Marés E Angra
Solte-Me!
Te Louvo Em Verdade
Tudo O Que É Meu (ao vivo)
Última Lágrima
Última Lágrima (Ao Vivo)
Um Novo Adeus
Uma Trilha Sem Dor
Velhos Outonos
Vendetta! Vendetta!
Vendetta! Vendetta! (Ao Vivo)
Verdade - Mentira
Versos
Versos (feat. Francis Botene) [Ao Vivo]
Vinte E Seis
publicidade