Minha Curiosidade

Priscilla


ouvir adicionar
Um descuido, um estúpido erro
As palavras que eu não devia dizer
Que bobagem, que atitude errada
E minha ingênua confiança acabou

Desperdício de explicação
Os meus olhos já não podiam mais ver uma lágrima;
Uma linda canção
Não é simples buscar o perdão

E agora que as plumas estão soltas ao vento
Tento juntá-las
E agora que a ferida está aberta
Eu tento curá-la

(refrão)
Minha curiosidade de menina
Que me fez fazer coisas que eu nem tinha vontade
Declaro culpada minha curiosidade

Declaro culpada minha curiosidade

Me pergunto o que há em mim?
E questiono porque tem ser assim
Se não ligo
Ou se deixo passar
Ou até perdoar

Que ironia esta situação
É amargo o sabor de não ter razão
Mas espere, tudo que há de bom em mim;
Está aqui dentro do meu coração.

E agora que as plumas estão soltas ao vento
Tento juntá-las
E agora que a ferida está aberta
Eu tento curá-la

(refrão)
Minha curiosidade de menina
Que me fez fazer coisas que eu nem tinha vontade
Declaro culpada minha curiosidade

Minha curiosidade de menina
Que me fez fazer coisas que eu nem tinha vontade
Declaro culpada minha curiosidade

Declaro culpada minha curiosidade
Declaro culpada minha curiosidade
Declaro culpada minha curiosidade
Declaro culpada minha curiosidade
Declaro culpada minha curiosidade Um descuido, um estúpido erro
As palavras que eu não devia dizer
Que bobagem, que atitude errada
E minha ingênua confiança acabou

Desperdício de explicação
Os meus olhos já não podiam mais ver uma lágrima;
Uma linda canção
Não é simples buscar o perdão

E agora que as plumas estão soltas ao vento
Tento juntá-las
E agora que a ferida está aberta
Eu tento curá-la

(refrão)
Minha curiosidade de menina
Que me fez fazer coisas que eu nem tinha vontade
Declaro culpada minha curiosidade

Declaro culpada minha curiosidade

Me pergunto o que há em mim?
E questiono porque tem ser assim
Se não ligo
Ou se deixo passar
Ou até perdoar

Que ironia esta situação
É amargo o sabor de não ter razão
Mas espere, tudo que há de bom em mim;
Está aqui dentro do meu coração.

E agora que as plumas estão soltas ao vento
Tento juntá-las
E agora que a ferida está aberta
Eu tento curá-la

(refrão)
Minha curiosidade de menina
Que me fez fazer coisas que eu nem tinha vontade
Declaro culpada minha curiosidade

Minha curiosidade de menina
Que me fez fazer coisas que eu nem tinha vontade
Declaro culpada minha curiosidade

Declaro culpada minha curiosidade
Declaro culpada minha curiosidade
Declaro culpada minha curiosidade
Declaro culpada minha curiosidade
Declaro culpada minha curiosidade
publicidade