Festa Brasileira (Ao Vivo)

Peão do Valle e Valentin


ouvir adicionar
Minha gente sente dor cada vez mais se espalhando
É no pico da vergonha que a danada está chegando
A munição da paciência de vagar vai se esgotando
O irmão morrem na luta enquanto os filhos da pátria
Estão pouco se lixando

Nosso país tão bonito repleto de gente honesta
Está sendo corruído pela parte que não presta
A pergunta está no ar enquanto o povo protesta
Até que não se tem resposta tem gente comendo grama
Pra turma fazer a festa

Como é que pode um país com qualidade tamanha
Ter o filão da miséria instalado nas entranhas
Onde a criança é lembrada só no tempo de campanha
Felizmente Deus tá vendo que o pobre tá se ferrando
Enquanto so dá picanha

Nossa nação invejada cheia de tanta riquesa
Tem gente que não consegue colocar o pão na mesa
É muito grande a distância entre a fartura e a pobreza
A diferença é profunda e o povo leva na boa
Pra não morrer de tristeza

Pelas ruas vamos indo vivendo sobre ameaça
No cano da lamparina está soltando fumaça
Enquanto o ladrão sorri a família perde a graça
Isso aqui virou angu e o povo toma no copo
E a bandidagem na taça Minha gente sente dor cada vez mais se espalhando
É no pico da vergonha que a danada está chegando
A munição da paciência de vagar vai se esgotando
O irmão morrem na luta enquanto os filhos da pátria
Estão pouco se lixando

Nosso país tão bonito repleto de gente honesta
Está sendo corruído pela parte que não presta
A pergunta está no ar enquanto o povo protesta
Até que não se tem resposta tem gente comendo grama
Pra turma fazer a festa

Como é que pode um país com qualidade tamanha
Ter o filão da miséria instalado nas entranhas
Onde a criança é lembrada só no tempo de campanha
Felizmente Deus tá vendo que o pobre tá se ferrando
Enquanto so dá picanha

Nossa nação invejada cheia de tanta riquesa
Tem gente que não consegue colocar o pão na mesa
É muito grande a distância entre a fartura e a pobreza
A diferença é profunda e o povo leva na boa
Pra não morrer de tristeza

Pelas ruas vamos indo vivendo sobre ameaça
No cano da lamparina está soltando fumaça
Enquanto o ladrão sorri a família perde a graça
Isso aqui virou angu e o povo toma no copo
E a bandidagem na taça
publicidade