Na gafieira segue o baile calmamente
com muita gente dando volta no salão
Tudo vai bem, mas eis porém que de repente
Um pé subiu e alguém de cara foi ao chão

Não é que o Doca, um crioulo comportado
Ficou tarado quando viu a Dagmar
Toda fofinha dentro de um vestido saco
Tendo ao lado um cara fraco foi tirá-la pra dançar

O moço era faixa preta simplesmente
E fez o Doca rebolar sem bambolê
A porta fecha enquanto o duro vai não vai
Quem está fora não entra, quem está dentro não sai

Mas a orquestra sempre toma providência
Tocando alto pra polícia não manjar
E nessa altura, como parte da rotina
O piston tira a surdina e põe as coisas no lugar. Na gafieira segue o baile calmamente
com muita gente dando volta no salão
Tudo vai bem, mas eis porém que de repente
Um pé subiu e alguém de cara foi ao chão

Não é que o Doca, um crioulo comportado
Ficou tarado quando viu a Dagmar
Toda fofinha dentro de um vestido saco
Tendo ao lado um cara fraco foi tirá-la pra dançar

O moço era faixa preta simplesmente
E fez o Doca rebolar sem bambolê
A porta fecha enquanto o duro vai não vai
Quem está fora não entra, quem está dentro não sai

Mas a orquestra sempre toma providência
Tocando alto pra polícia não manjar
E nessa altura, como parte da rotina
O piston tira a surdina e põe as coisas no lugar.
publicidade