É mais uma lágrima que rola
Eu aqui na noite a fora
Sem abrigo e tão sozinho
Conversando com a solidão
Estou mendigando o pão
A beira do caminho...

Já fui bastante humilhado
Agredido, rejeitado
Até pelos parentes meus
E me jogaram pra fora
Estou vivendo de esmolas
O meu nome é Bartimeu...

Mas já procurei, mas confesso
Não achei, nem por um segundo
Pra dizer mesmo a verdade
Minha maior felicidade
É essa velha capa que eu tenho
Nesse mundo...

Mas quando fiquei sabendo
Que o Nazareno ia passar por aqui
Fiquei bastante atento
E no grande momento, clamei assim:
"Jesus, filho de Davi
Tenha compaixão de mim
Jesus, filho de Davi
A minha esperança, está em ti!" É mais uma lágrima que rola
Eu aqui na noite a fora
Sem abrigo e tão sozinho
Conversando com a solidão
Estou mendigando o pão
A beira do caminho...

Já fui bastante humilhado
Agredido, rejeitado
Até pelos parentes meus
E me jogaram pra fora
Estou vivendo de esmolas
O meu nome é Bartimeu...

Mas já procurei, mas confesso
Não achei, nem por um segundo
Pra dizer mesmo a verdade
Minha maior felicidade
É essa velha capa que eu tenho
Nesse mundo...

Mas quando fiquei sabendo
Que o Nazareno ia passar por aqui
Fiquei bastante atento
E no grande momento, clamei assim:
"Jesus, filho de Davi
Tenha compaixão de mim
Jesus, filho de Davi
A minha esperança, está em ti!"
publicidade