Quem É do Mar Não Enjoa

Paulinho da Viola


adicionar no meu canal ouvir
Quem é do mar não enjoa
Não enjoa
Chuva fininha é garoa
É garoa
Homem que é homem não chora
Não, não chora
Quando a mulher vai embora
Vai embora

Quem quiser saber meu nome
Não precisa perguntar
Sou Paulinho da viola
Partideiro devagar

Quem quiser falar com ele
Não precisa procurar
Vá aonde tiver samba
Que eu devo estar por lá

Mas quem é do mar não enjoa...

Eu cheguei no samba agora
Mas aqui eu vou ficar
Pois quem é mesmo do samba
Vai até o sol raiar

O sereno tá caindo
Tá caindo devagar
Vai cair chuva miúda
E o samba não vai parar

Mas quem é do mar não enjoa...

Serenou lá na Mangueira
Serenou lá na Portela
Serenou em Madureira
Serenou lá na favela
Serenou lá no Salgueiro
Serenou lá no Capela
Serenou na minha casa
Serenou na casa dela

Mas quem é do mar não enjoa...

Quem tiver mulher bonita
Traga presa na corrente.
Eu também já tive a minha,
Mas perdi num samba quente.

A menina foi embora,
Mas um samba vou cantar,
Pois está mesmo na hora
De ter outra em seu lugar.

Mas quem é do mar não enjoa...


letras
letra da música
Envie essa música para um amigo:

1 - Música selecionada para seu amigo(a) ouvir
Quem É do Mar Não Enjoa
músicas de Paulinho da Viola

2 - Preencha os campos abaixo (obrigatório)

3 - Coloque o título e a mensagem do cartão (opcional)

 
Todas as músicas de Paulinho da Viola
A Voz Do Povo
Abraçando Chico Soares
Abre Os Teus Olhos
Acontece
Ainda Mais
Alento
Amor a Natureza
Apoteose Do Samba
Argumento
As Rosas Não Falam
Batuqueiro
Cantando
Chico Brito
Choro Negro
Coisas Do Mundo Minha Nega
Consumir e Viver
Coração Imprudente
Coração Leviano
Coração Leviano - Argumento (Ao Vivo)
Dama De Espadas
Dança Da Solidão
Dividas
Doce Veneno
Dona Santina e Seu Antenor
Duas Horas Da Manhã
E a Vida Continua
É Difícil Viver Assim
Eu Canto Samba
Falso Moralista
Filosofia Do Samba
Foi Um Rio Que Passou Em Minha Vida
Guardei Minha Viola
Ironia
Jurar Com Lágrimas
Lenço
Mal De Amor
Mar Grande
Memórias Conjugais
Mente Ao Meu Coração
Meu Mundo é Hoje (Eu Sou Assim)
Meu Novo Sapato
Minha Vez De Sorrir
Miudinho
Moema Morenou
Não Leve a Mal
Não Quero Mais Amar a Ninguém
Não Tenho Lágrimas
Nas Ondas Da Noite
Nega Luzia
Nervos De Aço
No Pagode Do Vavá
Nova Ilusão
Novos Rumos
Num Samba Curto
O Amore é Assim
O Carnaval Acabou
O Ideal é Competir
O Meu Pecado
O Tímido e a Manequim
O Velorio Do Heitor
Onde a Dor Não Tem Razão
Orgulho
Os Cinco Companheiros
Papelão
Para Um Amor No Recife
Para Ver As Meninas
Passado De Gloria
Pecado Capital
Perder e Ganhar
Peregrino
Pode Guardar As Panelas
Pra Que Mentir
Pressentimento
Quando Bate Uma Saudade
Quando o Samba Chama
Quem É do Mar Não Enjoa
Reclamação
Recomeçar
Reverso Da Paixão
Sarau Para Radamés
Sentimentos
Sinal Fechado
Solução De Vida (Molejo Dialético)
Sonho De Um Carnaval
Talismã
Timoneiro
Tudo Se Transformou
Um Caso Perdido
Vela No Breu
Vinhos Finos... Cristais
Vou Dizer Ao Vento
publicidade
publicidade