Maldito Hippie Sujo

Matanza


adicionar no meu canal ouvir
Ei patrão, olha só quem vem ali
O hippie da cidade não quis ir embora não
Não dá pra acreditar que ele ainda está de pé
E caminhando em nossa direção
Foi muita coragem ter aparecido aqui
De certo a nossa língua não entende muito bem
Sempre que dissermos "saia" é pra sair
Mas se quiser ficar, pois bem

A discussão é natural em qualquer desentendimento
E tudo é só questão de opinião
Exatamente como eu estava lhe dizendo
Maldito hippie sujo
Quero que vá embora
Saia já daqui!

Ei patrão não sei mais o que fazer
Quanto mais eu bato nele, mais ainda ri de mim
Ta lá desde ontem pendurado pelas mãos
E nem parece achar ruim
Ei seu hippie imundo, o que há de errado com você?
Querendo esculhambar com a tradição do nosso povo
Pega o marcador de gado lá pra gente ver
Se ele vai aparecer aqui de novo

A discussão é natural em qualquer desentendimento
E tudo é só questão de opinião
Exatamente como eu estava lhe dizendo
Maldito hippie sujo
Quero que vá embora
Saia já daqui!

Ei patrão, não sei como lhe dizer
Mas eu vi mais de quarenta deles vindo pelo rio
Sei que lá no alto na estrada tinha uns cem
E ali no pasto, mais de mil
E o hippie se levanta e diz: "agora é minha vez!"
Quero que vocês, porcos, ouçam muito bem
É bom que amem mesmo a terra de vocês
Pois daqui não vai sair ninguém

Em pouco menos de uma hora já estavam todos mortos,
Todos espalhados pelo chão
De tudo isso resta o ódio como herança,
Nada de esperança
Só mais uma historia e que não acaba aqui


letras
letra da música
Envie essa música para um amigo:

1 - Música selecionada para seu amigo(a) ouvir
Maldito Hippie Sujo
músicas de Matanza

2 - Preencha os campos abaixo (obrigatório)

3 - Coloque o título e a mensagem do cartão (opcional)

 
Todas as músicas de Matanza
A Arte do Insulto
A Casa em Frente ao Cemitério
A Menor Paciência
A Sua Assinatura
Alabama Death Tenebris
Amigo Nenhum
As Melhores Putas do Alabama
Bebe, Arrota E Peida
Belshazzar
Big River
Bom É Quando Faz Mal
Bota Com Buraco De Bala
Busted (Instrumental)
Carvão, Enxofre e Salitre
Chance Pro Azar
Clube Dos Canalhas
Conforme Disseram As Vozes
Conversa de Assassino Serial
Country Core Funeral
Cry Cry Cry
Cry! Cry! Cry!
Dashville Chainsaw Massacre
Devil Horse
Die Hillbilly
Don'T Take Your Guns To Town
E Tudo Vai Ficar Pior
E Tudo Vai Ficar Pior
El Rey
Ela Não Me Perdoou
Ela Roubou Meu Caminhão
Em Respeito Ao Vício
Escárnio
Estamos Todos Bêbados
Estrada De Ferro Thunder Dope
Eu Não Bebo Mais
Eu Não Gosto de Ninguém
Five Feet High And Rising
Goredoom Jamboree
Home Of The Blues
I Got Stripes
Imbecil
Interceptor V-6
Leave That Junk Alone
Mais Um Dia Por Aqui
Maldito Hippie Sujo
Matadouro 18
Matanza Em Idaho
Matarei
Meio Psicopata
Melhor Sem Você
Mesa De Saloon
Mulher Diabo
My Old Friend Liver
My Treasure
O Bebum Acabado
O Caminho Da Escada e Da Corda
O Chamado Do Bar
O Pessimista
O Que Está Feito, Está Feito
O Último Bar
Odiosa Natureza Humana
Orgulho e Cinismo
Pandemonium
Pane Nos Quatro Motores
Pé Na Porta, Soco Na Cara
Pior Cenário Possível
Quando Bebe Desse Jeito
Quanto Mais Feio
Quem Leva a Sério o Que
Quem Perde Sai
Remédios Demais
Ressaca Sem Fim
Rio De Whisky
Rio De Whisky - Quando Bebe Desse Jeito - Bebe, Arrota E Peida
Sabendo Que Eu Posso Morrer
Saco Cheio e Mau-Humor
San Quentin
Santa Madre Cassino
Santa Madre Cassino
Santanico (Part.1)
Santanico (Part.2)
She's Evil (But She's Mine)
Sob a Mira
Straight A'S In Love
Sunday Morning After
Taberneira, Traga o Gim
Tell Him I'M Gone
Tempo Ruim
Terror em Dashville
Todo Ódio Da Vingança De Jack Buffalo Head
Tombstone City
Tudo Errado
Whisky Para Um Condenado
Wide Open Road
Ye Ole Bluegrass Assassinate
publicidade