Lobão - Vida Bandida


ouvir adicionar
Chu..tou
A cara do cara caído, traiu
Traiu seu melhor, seu melhor amigo
Bateu , corrente , soco inglês e canivete
E
E o jornal nào para de mandar
G Ab
Elogios na primeira página
Sangue, porrada na madrugada
Sangue, porrada na madrugada
( A D G Ab )
Vida! Vida, vida, vida
vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida!
A F#m
É preciso viver malandro
assim
G E
Não dá pra se segurar, não
A F#m
a cana tá brava
G
E a vida tá dura
E
Mas um tiro só não vai me derrubar não
A F#m
É preciso viver malandro
assim
G E
Não dá pra se segurar, não
A F#m
a cana tá brava
G
E a vida tá dura
E
Mas um tiro sá não vai me derrubar não
( A D G Ab )
Vida! Vida, vida, vida
vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida!
(A D G Ab )
Correr, com lágrima
com lágrima
Com lágrima nos olhos
Não é definitivamente pra qualquer um
Mas o riso corre fácil
Quando a grana corre solta
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
A F#m
É preciso ver o sorriso
G
da mina
E
Pra subida da barra
A F#m G E
Aí é só, é só, é só
de brincadeira
A F#m
Ainda não inventaram
Dinheiro
G
Que eu não pudesse ganhar
A F#m
ainda não inventaram
Dinheiro
G E
Que eu não pudesse ganhar
( A D G Ab)
Vida! Vida, vida, vida
vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Chu..tou
A cara do cara caído, traiu
Traiu seu melhor, seu melhor amigo
Bateu , corrente , soco inglês e canivete
E
E o jornal nào para de mandar
G Ab
Elogios na primeira página
Sangue, porrada na madrugada
Sangue, porrada na madrugada
( A D G Ab )
Vida! Vida, vida, vida
vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida!
A F#m
É preciso viver malandro
assim
G E
Não dá pra se segurar, não
A F#m
a cana tá brava
G
E a vida tá dura
E
Mas um tiro só não vai me derrubar não
A F#m
É preciso viver malandro
assim
G E
Não dá pra se segurar, não
A F#m
a cana tá brava
G
E a vida tá dura
E
Mas um tiro sá não vai me derrubar não
( A D G Ab )
Vida! Vida, vida, vida
vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida!
(A D G Ab )
Correr, com lágrima
com lágrima
Com lágrima nos olhos
Não é definitivamente pra qualquer um
Mas o riso corre fácil
Quando a grana corre solta
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
A F#m
É preciso ver o sorriso
G
da mina
E
Pra subida da barra
A F#m G E
Aí é só, é só, é só
de brincadeira
A F#m
Ainda não inventaram
Dinheiro
G
Que eu não pudesse ganhar
A F#m
ainda não inventaram
Dinheiro
G E
Que eu não pudesse ganhar
( A D G Ab)
Vida! Vida, vida, vida
vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
Vida! Vida, vida, vida vida bandida
publicidade