(cavalgada)(disparos)(jack descendo do cavalo)

-pessoal vamos embora, o jack vem vindo aí!
(ohh, ohh, nossa senhora)
-ha ha ha. nada disso, niguém vai sair daqui. aquele que sair vai engolir chumbo!
Garçom, trás cachaça pra todo mundo aí!

(é pra já, é pra já) (copos se batendo, cachaça no copo)

-aee, é pra enche a cara heim! uai moço você não bebeu porque?
-porque ninguém manda em mim!

(disparos)
-não bebeu mas morreu! ha ha ha

Em uma cidade lá longe bem distante
Aonde a bala fazia a lei
Morava um bandido bastante afamadojá tinha matado 43.
Seu nome era jack, esperto e violento,
Era o conhecido como o matador,
Brigava e batia no meio da rua,
O povo já corria ele era um terror.
Um dia a tardinha, naquele povoado,
O jack armado entrou no, botequim,
Chegou arrastando a sua espora e a todos dali foi dizendo assim.

-ha ha ha ha. atenção! eu sou o jack matador. todo mundo aqui vai dançar,
Aquele que não dançar vai engolir chumbo! gaitero, toca no negócio aí!
(gaita)

-ae! bonito! uai moço, você não dançou porque?
-porque ninguém manda em mim!
(disparo)

-não dançou, mas morreu!

Porém certo dia naquele povoado chegou mais um homem também valentão,
Seu nome era kid, veloz como um gato,
Matava pra ver o defunto no chão.
Mandou um recado urgente pro jack, estou lhe esperando lá dentro do salão,eu quero acertar uma conta antiga,
Eu vim de tão longe por essa razão. no bar da esquina o jack foi entrando já foi avistando o kid no balcão,
Chegou prevenido cabeça bem alta
Disposto a matar foi dizendo então:


-olá kid mandou me chamar eh?
-mandei sim jack, eu quero acertar aquela continha velha hoje.
-é pra já kid, pucha o revólver!
(2 disparos)

Dois tiros se ouviram por entre a fumaça, dois corpos caídos no chão estirados,
Chegou o xerife tremendo de medo ao ver que os dois homens tinham se matado.
Puxado a carroça, na mesma tardinha foi pro cemitério os dois num caixão,a banda tocava de tanta alegria no fim da encrenca dos dois valentões. (cavalgada)(disparos)(jack descendo do cavalo)

-pessoal vamos embora, o jack vem vindo aí!
(ohh, ohh, nossa senhora)
-ha ha ha. nada disso, niguém vai sair daqui. aquele que sair vai engolir chumbo!
Garçom, trás cachaça pra todo mundo aí!

(é pra já, é pra já) (copos se batendo, cachaça no copo)

-aee, é pra enche a cara heim! uai moço você não bebeu porque?
-porque ninguém manda em mim!

(disparos)
-não bebeu mas morreu! ha ha ha

Em uma cidade lá longe bem distante
Aonde a bala fazia a lei
Morava um bandido bastante afamadojá tinha matado 43.
Seu nome era jack, esperto e violento,
Era o conhecido como o matador,
Brigava e batia no meio da rua,
O povo já corria ele era um terror.
Um dia a tardinha, naquele povoado,
O jack armado entrou no, botequim,
Chegou arrastando a sua espora e a todos dali foi dizendo assim.

-ha ha ha ha. atenção! eu sou o jack matador. todo mundo aqui vai dançar,
Aquele que não dançar vai engolir chumbo! gaitero, toca no negócio aí!
(gaita)

-ae! bonito! uai moço, você não dançou porque?
-porque ninguém manda em mim!
(disparo)

-não dançou, mas morreu!

Porém certo dia naquele povoado chegou mais um homem também valentão,
Seu nome era kid, veloz como um gato,
Matava pra ver o defunto no chão.
Mandou um recado urgente pro jack, estou lhe esperando lá dentro do salão,eu quero acertar uma conta antiga,
Eu vim de tão longe por essa razão. no bar da esquina o jack foi entrando já foi avistando o kid no balcão,
Chegou prevenido cabeça bem alta
Disposto a matar foi dizendo então:


-olá kid mandou me chamar eh?
-mandei sim jack, eu quero acertar aquela continha velha hoje.
-é pra já kid, pucha o revólver!
(2 disparos)

Dois tiros se ouviram por entre a fumaça, dois corpos caídos no chão estirados,
Chegou o xerife tremendo de medo ao ver que os dois homens tinham se matado.
Puxado a carroça, na mesma tardinha foi pro cemitério os dois num caixão,a banda tocava de tanta alegria no fim da encrenca dos dois valentões.
publicidade