Quem me dera
Ao menos uma vez
Ter de volta todo o ouro
Que entreguei a quem
Conseguiu me convencer
Que era prova de amizade
Se alguém levasse embora
Até o que eu não tinha

Quem me dera
Ao menos uma vez
Esquecer que acreditei
Que era por brincadeira
Que se cortava sempre
Um pano-de-chão
De linho nobre e pura seda

Quem me dera
Ao menos uma vez
Explicar o que ninguém
Consegue entender:
Que o que aconteceu
Ainda está por vir
E o futuro não é mais
Como era antigamente.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Provar que quem tem mais
Do que precisa ter
Quase sempre se convence
Que não tem o bastante
Fala demais
Por não ter nada a dizer.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Que o mais simples fosse visto
Como o mais importante
Mas nos deram espelhos
E vimos um mundo doente.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Entender como só Deus
Ao mesmo tempo é três
Esse mesmo Deus
Foi morto por vocês
É só maldade então
Deixar um Deus tão triste.

Eu quis o perigo
E até sangrei sozinho
Entenda!
Assim pude trazer
Você de volta pra mim
Quando descobri
Que é sempre só você
Que me entende
Do início ao fim.

E é só você que tem
A cura do meu vício
De insistir nessa saudade
Que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Acreditar por um instante
Em tudo que existe
E acreditar
Que o mundo é perfeito
Que todas as pessoas
São felizes...

Quem me dera
Ao menos uma vez
Fazer com que o mundo
Saiba que seu nome
Está em tudo e mesmo assim
Ninguém lhe diz
Ao menos obrigado.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Como a mais bela tribo
Dos mais belos Índios
Não ser atacado
Por ser inocente.

Eu quis o perigo
E até sangrei sozinho
Entenda!
Assim pude trazer
Você de volta pra mim
Quando descobri
Que é sempre só você
Que me entende
Do início ao fim.

E é só você que tem
A cura pro meu vício
De insistir nessa saudade
Que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.

Nos deram espelhos
E vimos um mundo doente
Tentei chorar e não consegui.
Quem me dera
Ao menos uma vez
Ter de volta todo o ouro
Que entreguei a quem
Conseguiu me convencer
Que era prova de amizade
Se alguém levasse embora
Até o que eu não tinha

Quem me dera
Ao menos uma vez
Esquecer que acreditei
Que era por brincadeira
Que se cortava sempre
Um pano-de-chão
De linho nobre e pura seda

Quem me dera
Ao menos uma vez
Explicar o que ninguém
Consegue entender:
Que o que aconteceu
Ainda está por vir
E o futuro não é mais
Como era antigamente.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Provar que quem tem mais
Do que precisa ter
Quase sempre se convence
Que não tem o bastante
Fala demais
Por não ter nada a dizer.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Que o mais simples fosse visto
Como o mais importante
Mas nos deram espelhos
E vimos um mundo doente.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Entender como só Deus
Ao mesmo tempo é três
Esse mesmo Deus
Foi morto por vocês
É só maldade então
Deixar um Deus tão triste.

Eu quis o perigo
E até sangrei sozinho
Entenda!
Assim pude trazer
Você de volta pra mim
Quando descobri
Que é sempre só você
Que me entende
Do início ao fim.

E é só você que tem
A cura do meu vício
De insistir nessa saudade
Que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Acreditar por um instante
Em tudo que existe
E acreditar
Que o mundo é perfeito
Que todas as pessoas
São felizes...

Quem me dera
Ao menos uma vez
Fazer com que o mundo
Saiba que seu nome
Está em tudo e mesmo assim
Ninguém lhe diz
Ao menos obrigado.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Como a mais bela tribo
Dos mais belos Índios
Não ser atacado
Por ser inocente.

Eu quis o perigo
E até sangrei sozinho
Entenda!
Assim pude trazer
Você de volta pra mim
Quando descobri
Que é sempre só você
Que me entende
Do início ao fim.

E é só você que tem
A cura pro meu vício
De insistir nessa saudade
Que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.

Nos deram espelhos
E vimos um mundo doente
Tentei chorar e não consegui.
Todas as músicas de Legião Urbana
1965 (Duas Tribos)
1965 (Duas Tribos) (ao vivo)
1º de Julho
A Canção do Senhor da Guerra
A Dança
A Fonte
A Montanha Magica - You've Lost That Lovin' Feelin' - Jealous Guy - Ticket To Ride
A Tempestade
A Via Láctea
Acrilic On Canvas
Ainda é cedo
Ainda É Cedo - Gimme Shelter (Medley) (ao vivo)
Aloha
Andrea Doria
Andrea Doria (ao vivo)
Angra dos Reis
Antes Das Seis
As Flores Do Mal
Baader-Meinhof Blues
Central Do Brasil
Clarisse
Comédia Romântica
Dado Viciado
Daniel Na Cova Dos Leões
Daniel Na Cova Dos Leões (ao vivo)
Dezesseis
Do Espírito
Eduardo e Monica
Eduardo e Mônica (ao vivo)
Eduardo e Mônica - Faroeste Caboclo - Ainda é Cedo - Que País é Este - Há Tempos - Geração Coca-Cola (Orquestra Sinfônica Brasileira) [Concerto Sinfônico Rock In Rio 2011]
Esperando Por Mim
Eu Era Um Lobisomem Juvenil
Eu Sei
Eu Sei (ao vivo)
Fábrica
Faroeste Caboclo
Faroeste Caboclo (Acústico MTV)
Faroeste Caboclo (ao vivo)
Feedback Song For A Dying Friend
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola (ao vivo)
Gimme Shelter
Giz (ao vivo)
Há Tempos
Há Tempos (ao vivo)
Head On
High Noon (Do Not Forsake Me) (Instrumental)
Hoje A Noite Não Tem Luar
Índios
Índios (ao vivo)
Índios (com Pitty) [Concerto Sinfônico Rock In Rio 2011]
L'Avventura
La Maison Dieu
La Nuova Gioventu
La Nuova Gioventu (ao vivo)
Leila
Longe Do Meu Lado
Love In The Afternoon
Mais Do Mesmo
Mais Uma Vez
Marcianos Invadem a Terra
Mariane
Mauricio
Meninos E Meninas
Meninos E Meninas (ao vivo)
Metal Contra as Nuvens
Metropole
Mil Pedaços
Monte Castelo
Monte Castelo (ao vivo)
Musica Ambiente
Música De Trabalho
Musica Urbana 2
Natalia
O Descobrimento do Brasil
O Descobrimento do Brasil (ao vivo)
O Livro Dos Dias
O Mundo Anda Tão Complicado
O Passeio Da Boa Vista (Instrumental)
O Reggae
O Teatro Dos Vampiros (ao vivo)
O Teatro Dos Vampiros (Concerto Sinfônico Rock In Rio 2011)
On The Way Home-Rise
Os Anjos (ao vivo)
Os Barcos
Pais e Filhos
Pais e Filhos (ao vivo)
Pais e Filhos (com Dinho Ouro Preto - Rogério Flausino - Toni Platão - Herbert Vianna e Pitty) [Concerto Sinfônico Rock In Rio 2011]
Perdidos No Espaço
Perfeição
Perfeição - Lithium - Metal Contra As Nuvens (ao vivo)
Petroleo Do Futuro
Plantas Embaixo Do Aquário
Por Enquanto
Por Enquanto (com Dinho Ouro Preto) [Concerto Sinfônico Rock In Rio 2011]
Quando O Sol Bater Na Janela Do Teu Quarto
Quando O Sol Bater Na Janela Do Teu Quarto (ao vivo)
Quando O Sol Bater Na Janela Do Teu Quarto (com Toni Platão) [Concerto Sinfônico Rock In Rio 2011]
Quando Você Voltar
Quase Sem Querer
Quase Sem Querer (com Rogério Flausino) [Concerto Sinfônico Rock In Rio 2011]
Que Pais é Este - Cajuina - Pintinho Amarelinho - Aquele Abraço - Metal Contra As Nuvens (ao vivo)
Que País É Este?
Química
Rhapsody In Blue
Riding Song
Sagrado Coração (Instrumental)
Schubert Landier (Instrumental)
Se Fiquei Esperando Meu Amor Passar
Será
Será (ao vivo)
Será (com Dinho Ouro Preto - Rogério Flausino - Toni Platão - Herbert Vianna e Pitty) [Concerto Sinfônico Rock In Rio 2011]
Será (com Herbert Vianna) [Concerto Sinfônico Rock In Rio 2011]
Sereníssima
Sete Cidades
Sô Por Hoje
Soldados
Teatro Dos Vampiros
Tédio (Com Um T Bem Grande Pra Você)
Tedio (Com um T Bem Grande Pra Você)
Tempo Perdido
Tempo Perdido (ao vivo)
Tempo Perdido (com Rogério Flausino) [Concerto Sinfônico Rock In Rio 2011]
Teorema
The Last Time I Saw Richard
Travessia Do Eixão
Um Dia Perfeito
Um Dia Perfeito (ao vivo)
Uma Outra Estação
Vamos Fazer Um Filme
Vamos Fazer Um filme (ao vivo)
Vento no Litoral
Vento no Litoral (ao vivo)
Vinte e Nove
Vinte E Nove (ao vivo)
publicidade