Gustavo Moura e Rafael - Não Era Verdade (Acústica) [Ao Vivo]


ouvir adicionar
Vou olhar dentro dos teus olhos só mais uma vez
Transformar a razão em insensatez
Sentir na pele o perfume que um dia te dei
Lebrar de coisas tão gostosa que a gente viveu

Lembrei do dia que na chuva a gente se beijou
Ao mesmo tempo vou chorando peito com ardor
Saber que os pais nunca iria esse amor aprovar
E a vontade era roubar você toda pra mim

Eu não vivo um minuto a só, sem você sofro chega dó
Meu futuro só dá você, Onde olho vejo você
Meu querer é sentir suas mãos, abraçado sim no coração
Batimento forte de doer, um amor que vai explodir

Sua foto no bolso está, todo dia eu vejo lá
No meu quarto sozinho, sonhando, lembrando
Dos belos espelhos seus mas um barulho me dispertou
Foi aonde tudo parou, acordei de um sonho perfeito
Vontade era dormir de novo

Vou olhar dentro dos teus olhos só mais uma vez
Transformar a razão em insensatez
Sentir na pele o perfume que um dia te dei
Lebrar de coisas tão gostosa que a gente viveu

Lembrei do dia que na chuva a gente se beijou
Ao mesmo tempo vou chorando peito com ardor
Saber que os pais nunca iria esse amor aprovar
E a vontade era roubar você toda pra mim

Eu não vivo um minuto a só, sem você sofro chega dó
Meu futuro só dá você, Onde olho vejo você
Meu querer é sentir suas mãos, abraçado sim no coração
Batimento forte de doer, um amor que vai explodir

Sua foto no bolso está, todo dia eu vejo lá
No meu quarto sozinho, sonhando, lembrando
Dos belos espelhos seus mas um barulho me dispertou
Foi aonde tudo parou, acordei de um sonho perfeito
Vontade era dormir de novo
Vontade era dormir de novo Vou olhar dentro dos teus olhos só mais uma vez
Transformar a razão em insensatez
Sentir na pele o perfume que um dia te dei
Lebrar de coisas tão gostosa que a gente viveu

Lembrei do dia que na chuva a gente se beijou
Ao mesmo tempo vou chorando peito com ardor
Saber que os pais nunca iria esse amor aprovar
E a vontade era roubar você toda pra mim

Eu não vivo um minuto a só, sem você sofro chega dó
Meu futuro só dá você, Onde olho vejo você
Meu querer é sentir suas mãos, abraçado sim no coração
Batimento forte de doer, um amor que vai explodir

Sua foto no bolso está, todo dia eu vejo lá
No meu quarto sozinho, sonhando, lembrando
Dos belos espelhos seus mas um barulho me dispertou
Foi aonde tudo parou, acordei de um sonho perfeito
Vontade era dormir de novo

Vou olhar dentro dos teus olhos só mais uma vez
Transformar a razão em insensatez
Sentir na pele o perfume que um dia te dei
Lebrar de coisas tão gostosa que a gente viveu

Lembrei do dia que na chuva a gente se beijou
Ao mesmo tempo vou chorando peito com ardor
Saber que os pais nunca iria esse amor aprovar
E a vontade era roubar você toda pra mim

Eu não vivo um minuto a só, sem você sofro chega dó
Meu futuro só dá você, Onde olho vejo você
Meu querer é sentir suas mãos, abraçado sim no coração
Batimento forte de doer, um amor que vai explodir

Sua foto no bolso está, todo dia eu vejo lá
No meu quarto sozinho, sonhando, lembrando
Dos belos espelhos seus mas um barulho me dispertou
Foi aonde tudo parou, acordei de um sonho perfeito
Vontade era dormir de novo
Vontade era dormir de novo
publicidade