O vento sacode levanta a poeira
Espalha o lixo e entras pro mar
Comeša a varrer a sujeira da terra
Atišando o fogo para tudo queimar

Batendo com forša castigando o sujo
Sujando a quem quer ser limpo demais
Soprando na orelha de quem sabe menos
Empurrando Ó frente a quem sabe mais

Vento norte, professor,
Vento norte, tradutor,
Justiceiro bendito, ensina a viver
Nesta terra carente de paz e amor!
˘˘˘˘!

Castiga a burrice, a surdez do mundo
Trazendo do norte um cheiro de paz
Sacode os cabelos da moša bonita
Que logo se agita ao som que ele faz

Chegando com a forša do povo nortista
Que, aprende, crianša, a sofrer e lutar
Varrendo com forša a sujeira e a preguiša
O vento do norte chegou pra ensinar

Vento norte, professor,
Vento norte, tradutor,
Justiceiro bendito, ensina a viver
Nesta terra carente de paz e amor!
˘˘˘˘!

E quando quiser ele logo derruba
Os altos coqueiros que tem que cair
Fazendo a limpeza de dentro de casa
Soprando pra fora o que tem que sair

Trazendo o canto nativo da terra
E conta pra todos o que jß sofreu
Como um furacŃo que vem pra redimir
Ele quer assumir um lugar que Ú seu

Vento norte, professor,
Vento norte, tradutor,
Justiceiro bendito, ensina a viver
Nesta terra carente de paz e amor!
˘˘˘˘! O vento sacode levanta a poeira
Espalha o lixo e entras pro mar
Comeša a varrer a sujeira da terra
Atišando o fogo para tudo queimar

Batendo com forša castigando o sujo
Sujando a quem quer ser limpo demais
Soprando na orelha de quem sabe menos
Empurrando Ó frente a quem sabe mais

Vento norte, professor,
Vento norte, tradutor,
Justiceiro bendito, ensina a viver
Nesta terra carente de paz e amor!
˘˘˘˘!

Castiga a burrice, a surdez do mundo
Trazendo do norte um cheiro de paz
Sacode os cabelos da moša bonita
Que logo se agita ao som que ele faz

Chegando com a forša do povo nortista
Que, aprende, crianša, a sofrer e lutar
Varrendo com forša a sujeira e a preguiša
O vento do norte chegou pra ensinar

Vento norte, professor,
Vento norte, tradutor,
Justiceiro bendito, ensina a viver
Nesta terra carente de paz e amor!
˘˘˘˘!

E quando quiser ele logo derruba
Os altos coqueiros que tem que cair
Fazendo a limpeza de dentro de casa
Soprando pra fora o que tem que sair

Trazendo o canto nativo da terra
E conta pra todos o que jß sofreu
Como um furacŃo que vem pra redimir
Ele quer assumir um lugar que Ú seu

Vento norte, professor,
Vento norte, tradutor,
Justiceiro bendito, ensina a viver
Nesta terra carente de paz e amor!
˘˘˘˘!
Todas as músicas de Grupo Karetas
Vento Norte
publicidade