Forró Mel Com Terra - Meio dia


ouvir adicionar
Escorro o suor do meio dia
Assobiando a melodia
Eu tento saciar
Com o gole da cabaça
Passa a sede mas não passa
O jejum o jejum há

O sol esquenta minha cabeça
Vixe maria não se esqueça
Também de esquentar
Com seus beijos minha vida
E o sobejo da comida
Que sobrou do jantar

João acabou-se a farinha
E o querosene da cozinha
No feijão "gurgui" já deu

Pai vai traz um vestido de chita
Que eu quero ficar bonita
Bonita que nem um mateu

Más tenha paciência minha gente
Foi a seca e a enchente
E o culpado não sou eu Escorro o suor do meio dia
Assobiando a melodia
Eu tento saciar
Com o gole da cabaça
Passa a sede mas não passa
O jejum o jejum há

O sol esquenta minha cabeça
Vixe maria não se esqueça
Também de esquentar
Com seus beijos minha vida
E o sobejo da comida
Que sobrou do jantar

João acabou-se a farinha
E o querosene da cozinha
No feijão "gurgui" já deu

Pai vai traz um vestido de chita
Que eu quero ficar bonita
Bonita que nem um mateu

Más tenha paciência minha gente
Foi a seca e a enchente
E o culpado não sou eu
publicidade