Perdido em um mar de sonho e memória
Eu vejo no espelho um rosto a me encarar
Enquanto o teu reflexo espera alheio a minha derrota
Eu me pergunto até onde esse espelho vai me levar

E faz frio demais
Sem você não dá pra despertar
Sem você o inverno é frio demais

Me leva além do que eu achei que era o caminho
Onde o frio é incomum
Avança mais do que ninguém sonhou sozinho
Provando sem dizer que dois é muito mais que o dobro de um

Um é frio demais
Sem você não dá pra despertar
Sem você o inverno é frio demais...

E faz frio, faz frio, faz frio, faz frio, faz frio, faz frio, faz frio demais
Sem você não dá pra despertar
Sem você o inverno é frio demais...
Sem você não dá pra despertar
Sem você o inverno é frio demais...
Perdido em um mar de sonho e memória
Eu vejo no espelho um rosto a me encarar
Enquanto o teu reflexo espera alheio a minha derrota
Eu me pergunto até onde esse espelho vai me levar

E faz frio demais
Sem você não dá pra despertar
Sem você o inverno é frio demais

Me leva além do que eu achei que era o caminho
Onde o frio é incomum
Avança mais do que ninguém sonhou sozinho
Provando sem dizer que dois é muito mais que o dobro de um

Um é frio demais
Sem você não dá pra despertar
Sem você o inverno é frio demais...

E faz frio, faz frio, faz frio, faz frio, faz frio, faz frio, faz frio demais
Sem você não dá pra despertar
Sem você o inverno é frio demais...
Sem você não dá pra despertar
Sem você o inverno é frio demais...
publicidade