ouvir : conectando
Para adicionar mais músicas, clique em adicionar meu canal e depois em "Adicionar ao player"
  • traduzir letra
  • imprimir letra
  • corrigir
  • ajuda


É nóiz por nóiz
E se não for assim num funciona

Eu já esquematizei tudo, sozinho outra vez
Meu bando de neguinho pá rui o império do cêis
No sapatinho de vagar de vagarinho, oh! só num
Tira não ai Jão onde é que tá meu dinho, a diferença
É que eu vim pra sacá, não saquiá, pra num qui há,
Qui há pra que nos fim meu plano miá, vou ratia
Distribui pros remelento vô dá cara de zumbi, em
Cada bota de duzentos, se é pelos valor senhô nóiz
Tem os nosso, más do asfalto prá lá tio, negócio
São negócio, minha palavra vale na rua onde não
Existe contrato, queijo é a ísca, porque eu vou
Lidar com vários rato, me benze trás arruda de guiné
Que pra tirá nessa zica só pela fé, some,
Desde muleque honro o que tenho no peito, minha mãe
Me deu caráter, meu caráter trouxe o meu respeito

É nóiz é nóiz que corre no caminho do bem,
Nóiz que disse é nóiz quando não virava um vintém,
Nóiz e nesse nóiz não existe um porém,
Nóiz e se não for nóiz não vai se ninguém

Por nóiz é nóiz que corre no caminho do bem,
Nóiz que disse é nóiz quando não virava um vintém,
Nóiz e nesse nóiz não existe um porém,
Nóiz e se não for nóiz não vai se ninguém

Deus ajuda quem cedo madruga pro turno, imagina
O que ele vai fazê por mim, quando ganhá que eu nem
Durmo, nem percebo se é diurno, noturno na campana
Igual soldado, de betranca, coturno, ligero passando
Ceról independente de platéia faço o que tem que se
Feito, que nem o sol, cumpro minha obrigação.
A tempestade não se pergunta, se molha os homens ou não
Ela cai, quem não guenta da frente sai tiozão, esse é
O espírito do samurai vilzão, sem tempo pros bagulho
Escroto, me pergunta - que tipo de sentimento é o medo?
Te respondo, e pros outro - O meu é o memo a várias lua,
Deixa os verme fala pelos cutuvelo eu inda falo pelas rua
Pelo que eu creio tipo asfar que eu vim, pá lutá por nóiz,
Seja o que for pá morre só, igual Joana D'Arc

É nóiz é nóiz que corre no caminho do bem,
Nóiz que disse é nóiz quando não virava um vintém,
Nóiz e nesse nóiz não existe um porém,
Nóiz e se não for nóiz não vai se ninguém

Por nóiz é nóiz que corre no caminho do bem,
Nóiz que disse é nóiz quando não virava um vintém,
Nóiz e nesse nóiz não existe um porém,
Nóiz e se não for nóiz não vai se ninguém

- Não vou fugi... nem me distraí... não vou muda da
Rua se o problema mora aquí.

Eu sei que as rua tá cheia de filho da ** igual eu,
Quenão suporta mais a mesmice que se estabeleceu,
O rap se tá mereceu, se quem ou se tá mereceu, é porque
vários do vivo não faz jus meu
Quem na antiga fazia o que eu faço, morria de trabalha
Hoje sei se rende por cansaço, inibido na preguiça dos
Tiriça que quando atiça só faz mover pela cobiça.
Atividade pra dá continuidade, num é pra concordá é pra
Honra o compromisso, trago em mim que fez um bi mereceu
O que fez um bi mereceu, o que fez um bi aparecer pra
Que nossa disposição, não se torne daqui a anos motivo
De frustração pro irmão vou garanti o mínimo, tô ligado
Que os cara bota fé, mais nóiz também qué o dízimo.

É nóiz é nóiz que corre no caminho do bem,
Nóiz que disse é nóiz quando não virava um vintém,
Nóiz e nesse nóiz não existe um porém,
Nóiz e se não for nóiz não vai se ninguém

Por nóiz é nóiz que corre no caminho do bem,
Nóiz que disse é nóiz quando não virava um vintém,
Nóiz e nesse nóiz não existe um porém,
Nóiz e se não for nóiz não vai se ninguém

Declamado:

Ali vem um policial que já me viu na tv, espalha minha
Moral veio se arrependê, de tê me tratado mal, chegou
Pra mim sem aquela cara de mal.

- Fala mano
- Abraça mano

Irmãos da comunidade, sonhadores iguais, sei do que estou
Falando há um véu entre as classes, entre as casas, entre
Os bancos há um véu, uma cortina, um espanto que pra
Atravessa, só rasgando. Atravessando a parede a invisível
Parede, apareçam no palácio, na tela, nas janela das
Celebridades, más minha palavra num sô só eu, minha palavra
É a cidade, mundão redondo, Capão Redondo, coração redondo
Na ciranda da solidariedade, a rua é nóiz cumpadi.
Quem vê só um lado do mundo, só sabe uma parte da verdade,
Inventando o que somos, minha mão no jogo eu ponho.
Vivo do que componho, sou milionário do sonho.

músicas | top novidades | top artistas



Mais ouvidas de Emicida

músicas

Top músicas do Kboing
top músicas

Denunciar conteúdo inapropriado

Facebook
Google Plus
Rádio Kboing FM
aleatório
repetir