Elaine Martins - Deserto


ouvir adicionar
De repente ergueu os olhos e contemplou
Uma imensidão,quase total escuridão,olhar em volta e
nada ver.
Chegou quase estremecer,no mais intimo do teu ser
Algo lhe dizia que era o fim.começou a caminhar em
meio à imensidão,
Sentindo fome,sede e frio vazio e desolação,
Cansado e com os pés feridos chegou quase cair no
chão;
Foi quando de repente ouviu uma voz que lhe dizia então:
"Filho eu estou aqui não há mais para onde fugir,
Te trouxe para o deserto lugar de encontro comigo".

É no deserto que Deus fala contigo,
É No deserto que ele prova quem ama,
É no deserto que te da o renovo segura em suas mãos
Pois zela pelo seu povo,
é no deserto que houve o seu clamor,
é no deserto que ele vê a tua dor,
É no deserto no meio dos espinhos
que recolhe tuas lágrimas não estas sozinho,
É no deserto que envia o maná,faz água da rocha então
brotar,
É no deserto que te guia de dia como nuvem
E a noite coluna de fogo
E no meio deste desert,com serpentes e escorpiões,
Tempestade de areia tentando te destrir,Deus vai fazer
você sair:
Revestido,renovado,restaurado,aprovado,
Cheio da Unção cheio do poder(4x)

Pois passastes pelo fogo,e foste aprovado.
Tu pisaste nos espinhos e não desistiu,
Quando o clamor da tua voz Deus pode ouvir,respondeu:
Filho meu Eu estou aqui.
Cheio do poder cheio da unção(4x),leões rugindo.
O Todo Poderoso vai à frente e tu vás seguindo. De repente ergueu os olhos e contemplou
Uma imensidão,quase total escuridão,olhar em volta e
nada ver.
Chegou quase estremecer,no mais intimo do teu ser
Algo lhe dizia que era o fim.começou a caminhar em
meio à imensidão,
Sentindo fome,sede e frio vazio e desolação,
Cansado e com os pés feridos chegou quase cair no
chão;
Foi quando de repente ouviu uma voz que lhe dizia então:
"Filho eu estou aqui não há mais para onde fugir,
Te trouxe para o deserto lugar de encontro comigo".

É no deserto que Deus fala contigo,
É No deserto que ele prova quem ama,
É no deserto que te da o renovo segura em suas mãos
Pois zela pelo seu povo,
é no deserto que houve o seu clamor,
é no deserto que ele vê a tua dor,
É no deserto no meio dos espinhos
que recolhe tuas lágrimas não estas sozinho,
É no deserto que envia o maná,faz água da rocha então
brotar,
É no deserto que te guia de dia como nuvem
E a noite coluna de fogo
E no meio deste desert,com serpentes e escorpiões,
Tempestade de areia tentando te destrir,Deus vai fazer
você sair:
Revestido,renovado,restaurado,aprovado,
Cheio da Unção cheio do poder(4x)

Pois passastes pelo fogo,e foste aprovado.
Tu pisaste nos espinhos e não desistiu,
Quando o clamor da tua voz Deus pode ouvir,respondeu:
Filho meu Eu estou aqui.
Cheio do poder cheio da unção(4x),leões rugindo.
O Todo Poderoso vai à frente e tu vás seguindo.
publicidade