Conrado e Aleksandro - Sangue Bom


ouvir adicionar
A galera chegou
levantando o astral.
A festa tava bonita ,
tudo numa legal,
e foi ficando melhor.
O povo gritando todo gritando,
e agitando com a mão.
O bicho tava pegando,
e no balanço do som,
foi pintando emoção.

Eu danço toco guitarra,
eu canto rock and roll,
mais quando caio na farra,
na verdade que eu sou.
É sertanejo do bom,
e corto o bicho na espora,
solto um grito é rodeio.
Se tem mulher bonita,
só da eu lá no meio,
é só cachaça e violão.
Ou é festão de peão,
é festa de peão.

Eu sou fruto do amor
de uma mulher urbana, e
um fazendeiro.
Eu não sou tão anormal
nem louco radical,
sou violeiro. [2x]

Não venha me dizer
que minha guitarra
é careta por que
eu toco rock and roll
como um caipira.
Essa coisa que eu sinto
é verdadeira, não tem jeito
é raça pura tá no peito
e ninguém tira.
Eu quero te provar
que um cowboy toca viola,
mais também sola guitarra
e não rateia, compasso acelerado,
e muito amor no coração.
É puro sangue bom
Que tem na veia.

Eu sou fruto do amor
de uma mulher urbana, e
um fazendeiro.
Eu não sou tão anormal
nem louco radical,
sou violeiro. [2x] A galera chegou
levantando o astral.
A festa tava bonita ,
tudo numa legal,
e foi ficando melhor.
O povo gritando todo gritando,
e agitando com a mão.
O bicho tava pegando,
e no balanço do som,
foi pintando emoção.

Eu danço toco guitarra,
eu canto rock and roll,
mais quando caio na farra,
na verdade que eu sou.
É sertanejo do bom,
e corto o bicho na espora,
solto um grito é rodeio.
Se tem mulher bonita,
só da eu lá no meio,
é só cachaça e violão.
Ou é festão de peão,
é festa de peão.

Eu sou fruto do amor
de uma mulher urbana, e
um fazendeiro.
Eu não sou tão anormal
nem louco radical,
sou violeiro. [2x]

Não venha me dizer
que minha guitarra
é careta por que
eu toco rock and roll
como um caipira.
Essa coisa que eu sinto
é verdadeira, não tem jeito
é raça pura tá no peito
e ninguém tira.
Eu quero te provar
que um cowboy toca viola,
mais também sola guitarra
e não rateia, compasso acelerado,
e muito amor no coração.
É puro sangue bom
Que tem na veia.

Eu sou fruto do amor
de uma mulher urbana, e
um fazendeiro.
Eu não sou tão anormal
nem louco radical,
sou violeiro. [2x]
publicidade