Amigo entre agora
e não repare nada
Hoje é o aniversário
dessa casa abandonada
Há tempo que foi embora
a dona desta morada
Até o tempo murmura
seu nome de madrugada

Quarto escuro cama fria não ter ninguém
estou chorando com a falta do meu bem

Hoje completa um ano
que meu coração reclama
a presença do meu bem
por quem a minh'alma chama
Passo as noites solitário
sofrendo por quem não me ama
Que falta ela me faz
deitada em minha cama

Quarto escuro cama fria não ter ninguém
estou chorando com a falta do meu bem Amigo entre agora
e não repare nada
Hoje é o aniversário
dessa casa abandonada
Há tempo que foi embora
a dona desta morada
Até o tempo murmura
seu nome de madrugada

Quarto escuro cama fria não ter ninguém
estou chorando com a falta do meu bem

Hoje completa um ano
que meu coração reclama
a presença do meu bem
por quem a minh'alma chama
Passo as noites solitário
sofrendo por quem não me ama
Que falta ela me faz
deitada em minha cama

Quarto escuro cama fria não ter ninguém
estou chorando com a falta do meu bem
publicidade