Era sol do meio-dia, tava um calor arretado
Quando ela foi chegando, se assentando do meu lado
Nunca vi coisa mais linda, que mulher, que avião
Tomando água de coco, era uma tentação

Virava o coco na boca, dava uma lambidinha
Derramava água na roupa e ficava molhadinha
Naquele jeito gostoso, atiçava o meu desejo
Deu vontade de beber água de coco no seu beijo

Ela segurava o coco e alisava o canudinho
Pra me deixar no sufoco, dava um tapinha
No coco, só pra me deixar doidinho
Ela balançava o coco e também meu coração
Eu ali naquela sede parecendo coco verde
Que ela passava na mão Era sol do meio-dia, tava um calor arretado
Quando ela foi chegando, se assentando do meu lado
Nunca vi coisa mais linda, que mulher, que avião
Tomando água de coco, era uma tentação

Virava o coco na boca, dava uma lambidinha
Derramava água na roupa e ficava molhadinha
Naquele jeito gostoso, atiçava o meu desejo
Deu vontade de beber água de coco no seu beijo

Ela segurava o coco e alisava o canudinho
Pra me deixar no sufoco, dava um tapinha
No coco, só pra me deixar doidinho
Ela balançava o coco e também meu coração
Eu ali naquela sede parecendo coco verde
Que ela passava na mão
publicidade