Acabou La Tequila - Como Vai, Senhor


ouvir adicionar
Eu disse: Como vai, senhor?
Eu não lhe vejo a tanto tempo
Mais da metade da cidade
Está a par do seu intento
Eu sei que a vida é sua,
Entretanto companheiro
Escute a minha palavra
Se quer continuar inteiro

Fuga enquanto pode
Desse nobre compromisso
O ilustre camarada
É obtuso e sem juízo

Desculpe a petulância
Eu não queria lhe ofender
Mas vale ficar vivo
Do que se arrepender
A lei da área agora
É silêncio redobrado
Atividade a todos
Quer bicudo quer chapado

Tens muita coragem
Eu reconheço meu irmão
E o mar não tá pra peixe
Tá rodando de opalão
Mais vai, vai, mais vai...

Não quero parecer
Estar fugindo a amizade
Mas estou sempre por perto
Em qualquer eventualidade
O problema do momento
Está como fazer
Sair sem deixa rastro
e nunca mais aparecer

Pode aparecer assim
Tão fácil de primeira (mas não é não)
Esteja certo que as coisas lá vão ser brabeira
Agora vai a luta vê também se não esquece
Eu nunca te vi, tu também não me conhece

A sociedade vai ficar bestificada
Como que o destino lhe traria tal cilada
Dá até pra imaginar a manchete no jornal
Pacato cidadão é repulsivo marginal
Mais vai!, mais vai!...

(?)

Eu vou falar pra vocês
Formulas, contos de fada
Falsidade, falcatrua
A causa cilada
Presta atenção!

(?)

Presta atenção
Não tem parada errada sangue bom,
Se liga na responsa, na sequela,
Na sequência do Saara
Vagabundo se da mal logo de cara

Segunda-feira, terça-feira,
Quarta-feira, sábado e domingo.(4x)






Eu disse: Como vai, senhor?
Eu não lhe vejo a tanto tempo
Mais da metade da cidade
Está a par do seu intento
Eu sei que a vida é sua,
Entretanto companheiro
Escute a minha palavra
Se quer continuar inteiro

Fuga enquanto pode
Desse nobre compromisso
O ilustre camarada
É obtuso e sem juízo

Desculpe a petulância
Eu não queria lhe ofender
Mas vale ficar vivo
Do que se arrepender
A lei da área agora
É silêncio redobrado
Atividade a todos
Quer bicudo quer chapado

Tens muita coragem
Eu reconheço meu irmão
E o mar não tá pra peixe
Tá rodando de opalão
Mais vai, vai, mais vai...

Não quero parecer
Estar fugindo a amizade
Mas estou sempre por perto
Em qualquer eventualidade
O problema do momento
Está como fazer
Sair sem deixa rastro
e nunca mais aparecer

Pode aparecer assim
Tão fácil de primeira (mas não é não)
Esteja certo que as coisas lá vão ser brabeira
Agora vai a luta vê também se não esquece
Eu nunca te vi, tu também não me conhece

A sociedade vai ficar bestificada
Como que o destino lhe traria tal cilada
Dá até pra imaginar a manchete no jornal
Pacato cidadão é repulsivo marginal
Mais vai!, mais vai!...

(?)

Eu vou falar pra vocês
Formulas, contos de fada
Falsidade, falcatrua
A causa cilada
Presta atenção!

(?)

Presta atenção
Não tem parada errada sangue bom,
Se liga na responsa, na sequela,
Na sequência do Saara
Vagabundo se da mal logo de cara

Segunda-feira, terça-feira,
Quarta-feira, sábado e domingo.(4x)






publicidade